quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

12 years a slave


Assisti o filme hoje, depois da premiação do Golden Globe, na verdade não iria assistir por que não tinha gostado do último filme do diretor Steve McQueen, Shame, com Michael Fassbender, achei pesado, amoral, com uma história que não explica a que veio. Mas enfim, decidi assisti-lo por 2 motivos:

1) Tenho um certo apreço pela história dos Estados Unidos
2) O elenco, a trilha sonora me chamou muito atenção


Baseado em fatos reais, traz a história do negro Salomon que vive em NY com sua esposa e filhos, livre, trabalhando, sendo respeitado pelos brancos, quer dizer, por quase todos, em um dia, é apresentado à dois homens que querem contratar seus serviços, mas tudo não passa de uma farsa, logo ele é acorrentado e enviado para o sul de navio, onde mais tarde seria vendido como escravo nas plantações de algodão e cana de açúcar.

Daí para frente uma série de tragédias, abusos e indiferenças seguem o caminho de Salomon, que como o título explica ficou escravizado por 12 anos, sendo libertado por causa de um abolicionista canadense.

Um filme poderoso, emocionante que nos toca e nos envergonha, principalmente por que o Brasil foi o país que mais demorou a encerrar o comércio de seres humanos. Uma mancha na história dos dois países.

12 Years a Slave tem como diretor Steve McQueen (Shame), que repete sua parceria com Michael Fassbender pela terceira vez. Ainda no elenco estão Chiwetel Ejiofor, Brad Pitt, Benedict Cumberbatch, Paul Dano, Paul Giamatti e Sarah Paulson.





Vale muito a pena. É em minha humilde opinião, um dos grandes favoritos para o Oscar, não só de filme, mas ator principal, ator coadjuvante, trilha, fotografia, roteiro adaptado.

Vamos torcer !!!

Marcello Lopes

Nenhum comentário: