quinta-feira, 28 de junho de 2012

Vida secreta de Laszlo, Conde Drácula



Esqueça o morto-vivo mais famoso da literatura mundial, esse romance em forma de diário nada tem a ver com o sobrenatural que Bram Stocker criou e que depois influenciou uma série de personagens similares, inclusive um vampiro cheio de glitter que brilha no sol.

O livro é uma reconstrução do lado psíquico e sexual do personagem, Laszlo é um jovem médico húngaro que visita Paris para estudar com o renomado médico Dr.Charcot, que seria a principal influência de Freud.

Durante a estada na cidade das luzes, o jovem húngaro descobre o lado pervertido da cidade e se apaixona por Stacia, uma jovem paciente do hospital onde trabalha e dá  vazão a impulsos antes desconhecidos.

Laszlo se torna um assassino, mergulhando em uma mistura de sexo e sede por sangue quase que insaciável, o jovem retorna a seu país e aterroriza sua cidade em sua busca pela possessão completa das mulheres com quem se relaciona.

Escrito como um diário, revela o médico preso dentro de um monstro, que luta entre juramento de curar as pessoas e seu desejo assassino.

Eletrizante.

Marcello Lopes

Nenhum comentário: