segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Editora Autêntica


Inicialmente reservada a poucos, a prática da leitura foi gradativamente se popularizando. A expansão da cultura do material impresso na Europa após 1760 é mostrada no livro A leitura e seu público no mundo contemporâneo – Ensaios sobre História Cultural, do francês Jean-Yves Mollier, traduzido para a Língua Portuguesa por Eliza Nazarian.

A obra reúne nove ensaios que tratam da leitura e de seu público, da metade do século XVIII ao início do XX e testemunha o desenvolvimento da história cultural nos últimos dez anos. Mollier mostra os desdobramentos dessa história, principalmente relacionada à leitura e à cultura do material impresso.

A gradativa propagação da leitura e o desenvolvimento do material impresso se transformaram no que hoje chamamos de cultura de massa. Essa transformação se inicia por volta de 1880, primeiramente na França e Grã-Bretanha, e mais tarde por toda Europa. As revoluções escolar e industrial e o aparecimento das mídias modernas foram fundamentais nessa mudança da história cultural, muito bem relatada no livro.

Jean-Yves Mollier afirma que a escrita, impressa ou não, atrai ou repele, mas não deixa ninguém indiferente. Com essa convicção, conseguiu reunir nessa obra informações surpreendentes sobre como no fim do século XIX a Europa escreveu a história da leitura e da escrita, que abrigam em si as transformações e as possibilidades de contexto social e cultural que ainda podem existir e já existiram.

Nenhum comentário: