segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Literatura Inglesa - Teatro & Shakespeare



Um autor que morreu há 394 anos e ainda conquista cada vez mais leitores só poderia ser considerado um gênio, e seu nome é William Shakespeare.

A variedade do seu mundo mental onde ele mesclava o trágico e cômico como ninguém fez dele o autor mais filmado em todos os tempos, atualmente são 420 versões de filmes, documentários e séries das peças de Shakespeare.

Abaixo as versões cinematográficas que eu assisti :

  • Amor Sublime Amor ou West Side Story com Natalie Wood e Richard Beymer com direção de Robert Wise baseado na tragédia Romeu e Julieta.

  • Dez coisas que eu odeio em você - Baseado na obra A Megera Domada


  • Hamlet de Kenneth Branagh (1996)

  • O Mercador de Veneza, 2004, de Michael Radford, com Jeremy Irons e Al Pacino

  • Muito Barulho por Nada, 1993, de Kenneth Branagh, com Emma Thompson e Keanu Reeves, baseado na comédia Muito Barulho por Nada

  • Rosencrantz e Guilderstern Estão Mortos, 1990, de Tom Stoppard, com Gary Oldman, Tim Roth e Richard Dreyfuss, baseado na tragédia Hamlet.


  • Sonho de uma Noite de Verão, 1999, de Michael Hoffman, com Kevin Kline e Michelle Pfeiffer.

  • Terras Perdidas, 1997, de Jocelyn Moorhouse, com Michelle Pfeiffer, Jessica Lange e Colin Firth, baseado na tragédia Rei Lear.


  • Trono Manchado de Sangue, 1957, de Akira Kurosawa, baseado na tragédia Macbeth.


Shakespeare nasceu em 23 de abril de 1564, na pequena cidade inglesa de Stratford-Avon. Nesta região começa seus estudos e já demonstra grande interesse pela literatura e pela escrita. Com 18 anos de idade casou-se com Anne Hathaway e, com ela, teve três filhos. No ano de 1591 foi morar na cidade de Londres, em busca de oportunidades na área cultural.

Começa escrever sua primeira peça, Comédia dos Erros, no ano de 1590 e termina quatro anos depois. Nesta época escreveu aproximadamente 150 sonetos.

Embora seus sonetos sejam até hoje considerados os mais lindos de todos os tempos, foi na dramaturgia que ganhou destaque. No ano de 1594, entrou para a Companhia de Teatro de Lord Chamberlain, que possuía um excelente teatro em Londres.

Neste período, o contexto histórico favorecia o desenvolvimento cultural e artístico, pois a Inglaterra vivia os tempos de ouro sob o reinado da rainha Elisabeth I. O teatro deste período, conhecido como teatro elisabetano, foi de grande importância. Escreveu tragédias, dramas históricos e comédias que marcam até os dias de hoje o cenário teatral.

Seus textos fizeram e ainda fazem sucesso, pois tratam de temas próprios dos seres humanos, independente do tempo histórico. Amor, relacionamentos afetivos, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos, relacionados a condição humana, são constantes nas obras deste escritor.

No ano de 1610, retornou para Stratford, sua cidade natal, local onde escreveu sua última peça, A Tempestade, terminada somente em 1613. Em 23 de abril de 1616 faleceu o maior dramaturgo de todos os tempos, de causa ainda não identificada pelos historiadores.

Comédias:
  • O Mercador de Veneza
  • Sonho de uma noite de verão
  • A Comédia dos Erros
  • Os dois fidalgos de Verona
  • Muito barulho por Nada
  • Noite de reis
  • Medida por medida
  • Conto do Inverno
  • A Megera Domada
  • A Tempestade.
Tragédias :
  • Tito Andrônico
  • Romeu e Julieta
  • Julio César
  • Macbeth
  • Antônio e Cleópatra
  • Coriolano
  • Timon de Atenas
  • O Rei Lear
  • Otelo
  • Hamlet
Dramas Históricos :
  • Henrique IV
  • Ricardo III
  • Henrique V
  • Henrique VIII.
Texto: Marcello Lopes
Biografia: Wikipédia
Fotos: Google

Um comentário:

Verônica disse...

Muito legal! Sou apaixonada por Shakespeare e amo assistir a tudo que me remete às obras dele, mesmo não gostando de algumas versões, é ótimo ver o trabalho dele sobreviver e seguir tantas vertentes diferentes, ser adaptado a tantas outras realidades e épocas... :)