sábado, 26 de junho de 2010

A Sombra do Vento


A Sombra do Vento é uma narrativa escrita em prosa poética.

A Barcelona de Franco na primeira metade do século XX transforma o romance em uma obra sedutora, além de ser uma homenagem ao poder místico dos livros, um verdadeiro triunfo da arte de contar histórias.

Tudo começa em Barcelona, no ano de 1945. O garoto Daniel está completando 11 anos, mas nem se lembra do rosto da mãe já falecida, seu pai lhe dá um presente inesquecível: em uma madrugada fantasmagórica, leva-o a um misterioso lugar no coração do centro histórico da cidade, o Cemitério dos Livros Esquecidos.

O lugar, pouco conhecido pelas pessoas é uma biblioteca secreta e labiríntica que funciona como depósito para obras abandonadas pelo mundo, à espera de que alguém as descubra e assim Daniel encontra um exemplar de A Sombra do Vento, do autor Julián Carax. 

O livro desperta no jovem e sensível um enorme fascínio por aquele autor desconhecido e sua obra, que ele descobre ser vasta, obcecado, o garoto começa uma busca pelos outros livros de Carax e, para sua surpresa, descobre que alguém vem queimando sistematicamente todos os exemplares de todos os livros que o autor já escreveu. Na verdade, o exemplar que Daniel tem em mãos pode ser o último. E ele logo irá entender que, se não descobrir a verdade sobre Julián Carax, ele e aqueles que ama poderão ter um destino terrível.

Em sua busca de início aparentemente inocente,Daniel acaba adentrando os mistérios e segredos mais obscuros de Barcelona, e conhece diveros personagens que vão ajudá-lo a resolver o mistério de Carax.
A procura pelos livros para desvendar os segredos de Carax transforma Daniel de garoto em homem, e incentiva ainda mais o leitor criar um fascínio pelos livros e pelo poder que eles tem. 

Ao ler A Sombra do Vento, nosso desejo é o mesmo de Daniel, de encontrar um Cemitério dos Livros Esquecidos e descobrir em suas desconhecidas estantes o livro que mudará nossas vidas.

Marcello Lopes

8 comentários:

Reflexo d Alma disse...

Vai ja pra minha lista.
Delícia aqui.
Se gostar de poesia,
vai me visitar.
Bjins entre sonhos e delírios

Débora Lauton disse...

Esse livro é muito bonito... e fica realmente o desejo de conhecer o Cemitério...

beijos,
Dé...

Edison Junior disse...

Recomendo.

Giu Fernandes disse...

Aii, como eu amoo esse livro!
Eu achava q o livro não ia ser muito bom, mas logo nas primeiras páginas eu fiquei suuuuper atraída pela história de Daniel!
Com certeza, é um ótimo livro! =D
Beijos!

Nanda disse...

Ei Marcello,

Este livro é um dos meus favoritos, amo de paixão.

Não sei se queria descobrir um livro daqueles não, só deu merda hauhauhau

Mas eu queria conhecer o cemitério dos livros esquecidos rs

bjoo

Mari disse...

Nossa, lendo essa sua resenha, fiquei bem interessada em ler o livro, deve ser muito bonito mesmo! Valeu pela dica. Abraços.

Luka disse...

Nossa, eu quero conhecer um cemitério de livros esquecidos !
Parece ser um livro que te prende do início ao fim.
Amei.
Bjs
Luka.

Lia disse...

Oi, Marcelo
Amo esse livro...achei que o autor iria escrever outro ótimo como esse mas não gostei tanto do Jogo do Anjo, vc já leu-o? Bjs