terça-feira, 22 de junho de 2010

Ezra Pound


Ele foi para a poesia deste século o que Einstein foi para a física", disse E.E.Cummings, corroborado por Hemingway: "Um poeta deste século que afirme não ter sido influenciado por Ezra Pound merece mais a nossa piedade que a nossa reprovação.

Poeta e crítico norte-americano (30/10/1885-1/11/1972).

Desenvolve um dos principais estudos sobre literatura moderna, criando critérios para análise da poesia baseados na ciência. Nascido em Hailey, no estado de Idaho, Ezra Loomis Pound forma-se em filosofia e estuda várias línguas, além de gramática e literatura inglesa.

Em 1908 muda-se para Londres com a intenção de conhecer Yeats e trabalha como seu secretário-conselheiro.

Escreve sobre literatura para pequenos jornais londrinos e publica, em 1909, Personae e Exultations e, no ano seguinte, The Spirit of Romance (O Espírito das Línguas Românicas).

Em 1920 muda-se para a França, indo morar em Paris por considerá-la o centro efervescente das artes, participa ativamente em divulgar as obras dos escritores preferidos, inclusive consegue convencer James Joyce a morar em Paris.

Travou amizade com artistas importantes como Braque, Brancusi, Cocteau e também com artistas unanimistas como Jules Romains, Charles Vildrac, Georges Duhamel.

Pound é um poeta excêntrico, fascista e um fanático anti-semita.

Em Paris conhece o jovem escritor Ernest Hemingway na casa de Gertrude Stein e convence o escritor e editor Ford Madox Ford a contratá-lo para o cargo de secretário de redação da Transatlantic Review.

A amizade entre Pound e Hemingway é grande e eles compartilham desde os esportes até digressões sobre literatura.

Considerado mentalmente incapaz, foi internado durante 13 anos num hospital psiquiátrico em Washington DC. A acusação de traição foi retirada em 1958 e Pound voltou a Itália depois da sua libertação. Trabalhou nos seus Cantos até 1972, ano da sua morte.

A obra, carregada de citações e alusões históricas, permanece uma das mais controversas da poesia deste século. A influência de Ezra Pound e do seu projeto de renovação da linguagem poética teve influências nos trabalhos de Joyce, Yeats, William Carlos Williams e particularmente em T. S. Eliot, que submeteu o manuscrito da sua obra The Waste Land à apreciação de Pound antes de o publicar em 1922.

TENZONE

Será que as aceitarão ?
(i.é., estas canções).
como tímida fêmea perseguida por centauros
(ou por centuriões),
Elas já vão fugindo, urrando de terror.

Ficarão comovidos pelas verossimilitudes ?
Sua estupidez é virgem, é inviolável.
Eu vos imploro, meus críticos amistosos,
Não saiais por aí procurando-me um público.

Deito-me com quem é livre em cima dos penhascos;
os recessos ocultos
Já têm ouvido o eco de meus calcanhares
na frescura da luz
e na escuridão.

Tradução do Poema : Mauro Faustino
Texto: Marcello Lopes

Um comentário:

Isadora disse...

Marcello obrigada pela história e poema compartilhados.
Sempre que passo por aqui me deparo com pessoas, arte que desconheço, mas que com uma linguagem simples e envolvbente você me conta.
Um beijo