sexta-feira, 18 de junho de 2010

Desafio Literário - parte 7

Continuando a saga do desafio Literário em seu 7° dia não consecutivo, hoje eu escrevo sobre o livro que eu recomendo.

Outra tarefa ingrata com os milhares de bons títulos existentes e diversos gêneros, por isso vou escrever e compartilhar 3 títulos que eu tenho muito carinho e sempre indicava quando trabalhava em Livrarias.

  1. Elegância do Ouriço
  2. Sombra do Vento
  3. A Menina que roubava livros

Esses são sem dúvida, os 3 melhores livros que eu li nos últimos anos e que fazem parte da minha lista de clássicos da literatura.



Muriel Barbery é uma autora francesa da qual eu nunca havia ouvido falar e foi indicado pela minha querida amiga Márcia que trabalhava comigo na Saraiva do Morumbi-Sp.

O livro trata de 2 personagens principais que dão voz à narrativa de maneira surpreendente, Renée e a menina Paloma.

Renée é a zeladora do condomínio luxuoso de oitos enormes apartamentos em Paris, Paloma é uma menina de 12 anos que mora em um desses apartamentos e que está descontente com a sua vida.

A zeladora é uma viúva que por timidez e por vergonha esconde sua inteligência e cultura dos moradores, quase todos fúteis e indiferentes à suas opiniões, e a menina é muito inteligente também mas está desgostosa da vida que leva e decide se matar ao completar 13 anos de idade por que não vê um sentido filosófico na vida que leva.

Enquanto a vida corre na capital francesa, e os moradores do condomínio continuam suas vidas vazias, a zeladora se alegra com óperas e livros de autores clássicos, mantendo sempre o cuidado para ocultar esse seu lado intelectual por achar que os patrões nunca entenderiam que uma pessoa simples como ela teria um alto nível cultural.

Paloma não tem nenhum amigo, vive solitária em seu apartamento, se escondendo entre as escadas e jardins do condomínio onde aproveita e escreve seu diário onde descreve os movimentos do mundo.

Mas um dia isso muda, quando um morador chamado Kakuro Ozu se muda e com ele grandes transformações na vida dessas duas personagens.

O livro é um romance com personagens reais, em situações plausíveis que a autora francesa escreveu com maestria, trata de temas preciosos para alguns de nós como o amor às letras, a arte e a beleza.

Como um ouriço, o livro apresenta seus espinhos e obstáculos, apenas para nos presentear com uma das histórias mais delicadas e sensíveis que eu li nos últimos anos.

Recomendo.

Marcello Lopes

9 comentários:

Adrianne Ogêda disse...

Eu também amei esse livro. Fui atrás de outros livros da jovem autora, mas o que encontrei não conseguiume encantar muito.

Edison Junior disse...

Já li a Sombra do Vento e A Menina que Roubava Livros e gostei muito. Só pelo fato de A Elegância do Ouriço estar entre eles na sua lista, já me aguçou o espírito e a vontade de lê-lo. Abraço!

Ju Haghverdian disse...

A menina que roubava livros tem um lugar especial no meu coração... A sombra do vento está sentado ali na estante a espera de sua vez, e a elegância do ouriço despertou curiosidade!

Avisa quando vier à CA daí te mostro o bom sunny side of it... de maio a setembro o sol é de derreter por aqui, perfeito pra visitar San Francisco e admirar a paisagem da Baia com a Golden Gate ao fundo... lindo!

Sabrina Davanzo disse...

Ei, Marcelo! Parece uma boa dica!
Obrigada pelo seu interesse com livro, Marcelo. Podemos combinar um sábado, que é mais tranquilo, de aparecermos lá na galeria. Será um prazer. É só avisar.

Beijos!

PS: estou adorando suas dicas por aqui! : )

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Universo Íntimo. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Zélia Guardiano disse...

Dos três, li apenas A menina que roubava livros, que é um dos melhores que já li.
Anotei os outros dois para ler o mais brevemente possível.
Grata pela dica!
Grande abraço

Lia disse...

Oi, Marcelo
Que coincidência..esses três são os meus prediletos tb...são livros ótimos! bjs

Déborah Simões disse...

Não li ELEGÂNCIA DO OURIÇO ainda, mas, pelos seus comentários, parece ser muito bom.. Entrou para minha lista.

Bjok,

Déborah

obs: Gostei muito do seu blog..

Edison Junior disse...

Já comprei!