quinta-feira, 3 de junho de 2010

Até quando ?



Hoje talvez muitos me chamem de pró-Hamas, ou de incitar ou torcer por um ataque à Israel, mas não é isso. Não concordo com os ataques terroristas que poucos árabes conduzem contra a população civil israelense, não concordo com essa loucura de se suicidar matando centenas, sou à favor sim de uma luta justa, se for pra Guerra que seja contra soldados e só.

Os árabes na medida do possível lutam como podem e infelizmente alguns escolhem os alvos mais fáceis.

Mas dizem que alguns poucos árabes são os únicos terroristas que existem no planeta.Isso eu não concordo !!!!

Israel mais uma vez usou de seu poderio militar para assassinar ativistas que levavam comida à Faixa de Gaza, em uma clara ação de maximizar os padecimentos da população palestina.

Os israelenses tem em sua agenda a missão de exterminar os palestinos
usando para isso diversas estratégias, como bombas em hospitais infantis, ataques à civis e a derrubada da infra-estrutura dos bairros, assassinatos premeditados, esse ataque ao navio que levava comida é mais uma prova de que a paz israelense só será alcançada quando não existir mais palestinos.

A ação não se justifica, mesmo os soldados sendo atacados com paus e ferros, os soldados poderiam ter usado balas de borracha, armas não-letais, mas essa não é a política de Israel, onde todos os que ajudam os palestinos são inimigos.

A Turquia já afirmou que as relações entre os dois países nunca mais será a mesma, e espero que haja consequências sérias para Israel, apesar de que na ONU ninguém terá peito de punir os israelenses por causa dos EUA.

A arrogância dos judeus é algo espantoso, quando são atacados por alguém sempre se fazem de coitadinhos, lembram o Holocausto para justificar sua resposta sempre muito mais arrasadora que o ataque. E quando atacam sem provocação ou como nesse caso, dizem que são perseguidos, que tem todos os direitos de proteger Israel e a Europa, são tão incompreendidos,né?

Eles ainda usam todo esse horror (abaixo) da forma errada.

Um país que passou por isso, nunca deveria ser uma potência bélica.



Mas ao contrário disso, em pleno século XXI os israelenses se tornaram os principais algozes, transformando a faixa de Gaza em uma zona de terror 24hs por dia, existem bairros em que de um lado fica os palestinos, sem água encanada e sem luz, e do outro lado da rua, ficam as famílias israelenses com água e luz em uma clara discriminação, gerando assim ódio e incompreensão na população palestina.

O túnel que os palestinos usam para sair dos bairros e entrar em Jerusalém para trabalhar e que demoram horas para passar desse bloqueio, se parece muito com os guetos que os alemães colocaram as famílias israelenses na guerra.

Oa israelenses aprenderam em quanto eram colônia á retaliar os ataques palestinos destruindo as casas de seus familiares e se possível matando mais alguns nesse processo.

O ataque ao navio de ajuda humanitária foi feito em águas internacionais, mostrando que os israelenses não tem o mínimo respeito pela ONU (e quem tem?) e que por serem aliados dos EUA podem fazer o que quiser.

"O governo de Israel disse que as tropas israelenses agiram em defesa própria no episódio, depois de serem atacadas. Por meio de uma nota, divulgada pelo governo israelense, o ministro das Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, disse que as pessoas a bordo do navio invadido não estavam em missão de paz e são terroristas".

Que vergonha, nos navios viajavam mais de 750 ativistas de 60 nacionalidades, entre eles vários deputados europeus e a Nobel da Paz a irlandesa Mairead Corrigan Maguire.

Isso mostra o quanto os israelenses não se importam com a opinião internacional.

Após a libertação dos "terroristas", os ativistas relataram que durante os dois dias em que estiveram detidos em prisões israelenses não receberam água nem comida, foram impedidos de dormir e não puderam ter acesso a banheiros.

Tudo é terrorismo contra eles, Israel se recusou a cooperar com uma investigação anterior do Conselho de Direitos Humanos liderada por um sul africano sobre a guerra na faixa de Gaza. Por que será ?

Porque essa comissão iria encontrar evidências do extermínio sistemático que os soldados cometem contra a população palestina ?

"Enviado do chamado Quarteto para o Oriente Médio (EUA, Rússia, ONU e União Europeia), Tony Blair, pediu nesta quarta-feira que Israel encerre o embargo à faixa de Gaza, dizendo que ele é "contraproducente".

"O que [Israel] deveria estar fazendo é permitir [a entrada] de materiais para reconstruir casas e sistemas de saneamento, energia e água e permitir que os negócios floresçam".

Entre as doações levadas pelas embarcações estão materiais de construção, assim como equipamentos médicos (como um aparelho de tomografia), papel e brinquedos.

Onde estão as armas ? Mísseis ??? Bombas ???

Israel proíbe a entrada a Gaza de vários destes bens por conta do bloqueio que mantém sobre a faixa desde 2006.

A população é prejudicada quando a qualidade do serviço é ruim e as pessoas não podem trabalhar, e esse embargo é por causa de 1 soldado preso pelo Hamas !!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ou seja, a vida de um soldado vale mais do que 1000 palestinos, essa é a mensagem que Israel passa ao mundo, e não querem ser odiados ?

Não querem ser atacados ???

Quem são os hipócritas ? A comunidade internacional que os israelenses não se importam ou os argumentos de que todos são inimigos do Estado de Israel ?

A paz só é feita quando as duas partes se sacrificam por ela, o que Israel esta fazendo pela tão sonhada paz no Oriente Médio ?




Até quando vamos ver imagens como essa ? E o sr.Lula o que dirá desses ataques ?

Texto: Marcello Lopes
Fotos: Google
Texto em vermelho : Folha de Sp

Nenhum comentário: