quarta-feira, 7 de abril de 2010

A Menina que não sabia ler


Uma jovem relegada pelo tio ausente passa os dias brincando e inventando histórias em uma enorme mansão, mas um dia a jovem encontra uma biblioteca e a partir disso, seus dias são repletos de relatos shakesperianos, poesias e autores consagrados.


Mas ela deve manter segredo dessa descoberta, por uma ordem do seu desconhecido tio, mulheres na família não podem ser alfabetizadas, e assim se inicia um ciclo de aprendizado onde surgem dúvidas sobre sua vida, sobre o paradeiro dos seus pais, a proibição do tio.


Tudo se complica quando surge na história uma preceptora misteriosa que esconde suas verdadeiras intenções em relação ao seu pequeno irmão.

Consegui segurar sua atenção ? O livro não é o que parece, com uma narrativa rápida e clara, o autor traça a odisséia dessa jovem em descobrir enigmas criados por parentes que nunca conheceu, e nos brinda com um final surpreendente.


O fim da inocência, a paixão pelos livros, o amor pela família tudo está sedimentado por uma história envolvente e precisa.

Vale a pena ler !!!!

Marcello Lopes

4 comentários:

Kézia Lôbo disse...

OO interesante o titulo...
Me chamou a atenção!!

Débora Lauton disse...

Eu estou doida pra ler esse livro... todo mundo que lê recomenda...

beijos,
Dé...

Lia disse...

Oi, Marcello
Fiquei um pouco decepcionada com esse livro, espera mais dele por causa do título...

Marcello disse...

Oi Kézia... é bem legal o livro, mas não espere citações de livros nem nada disso...

Dé, leia sim, a história é muito boa e o final é bem fora do comum.

Lia, talvez sua decepção seja pq o título engane, mas o final é bem interessante, não é ??? Beijos