sábado, 27 de março de 2010


Todos sabem que eu sou espírita kardecista e me orgulho muito de fazer parte dessa religião/ciência que cresce a cada ano.

Estou ansioso pela estréia do filme do maior médium que esse mundo já teve, e que foi o ícone da bondade e da simplicidade em um país repleto de falsidade e corrupção. 

O filme evita cair na pieguice e mescla humor (Chico era extremamente bem humorado) e drama.

Para intercalar infância, vida adulta e velhice, o roteiro usa como fio condutor as três entrevistas que Chico concedeu para o programa “Pinga Fogo” (até hoje uma das maiores audiências da TV), na década de 70, na TV Tupi. Também é explorada uma carta psicografada por ele, que ajudou a livrar da condenação uma pessoa que matou acidentalmente um amigo.

Quer saber mais sobre o filme, acesse o site oficial :





Marcello Lopes

3 comentários:

Sérgio Filho disse...

Não sou espírita como você, na verdade nem mesmo professo o cristianismo, mas, por ter participado de alguns grupos de estudos kardecista, conheço um pouco da doutrina espírita que muito me admira, principalmente o fato de os espíritas considerarem a evolução como um crescimento intelectual. Por isso estou também ansioso para a estreia do filme, com certeza irei assisti-lo já no dia 02.

Laura disse...

Ótimo saber. Não sei muito sobre a religião mas a minha irmã é muito interessada mesmo.já foi a centros espíritas e tudo.Obrigada pela dica.

PS : Mas que foto mais séria essa sua nova ! =D

marliborges disse...

Com certeza irei ver esse filme, obrigada pela dica.
Beijo