sábado, 27 de março de 2010

Chico Xavier - O Filme


Li esse livro em 2 horas hoje (Sábado) na livraria onde eu trabalho.

O livro conta sobre as filmagens do maior médium que já existiu na Terra, e sua vida cercada de sofrimento e ajuda ao próximo

Marcel Souto Maior faz um retrato jornalístico dos bastidores do filme.

Nestas páginas, ilustradas pelas fotos de Ique Esteves, descobrimos histórias e curiosidades do dia a dia da produção, marcada por crises de choro (Cristiane Torloni, Nelson Xavier), coincidências, rodas de oração, distribuição de flores e o aroma de jasmim do perfume preferido de Chico Xavier.

O livro é rico em fotografias e relatos dos acontecimentos que são estranhos à quem não vive no espiritismo, como o odor de rosas que se espalhou no cenário na última cena, como só choveu depois que Daniel terminou de gravar as externas em um dia onde em toda a região caia uma tempestade, esses fato são narrados com muita propriedade e acima de tudo com muita isenção pelo repórter e pelo diretor do filme, ambos ateus, o que dá mais credibilidade aos acontecimentos.

Tive em duas oportunidades que segurar as lágrimas, no primeiro quando Nelson Xavier entra no cenário e sente o perfume de rosas e inicia uma crise de choro, ou a narrativa da primeira cena com Tony Ramos que emocionou até os integrantes da equipe.

Na outra oportunidade, é o relato de Cristiane Torloni que perdeu o filho de 12 anos em um acidente de carro e faz a personagem no filme que também perdeu um filho....

É engraçado fazer uma resenha de um livro que fala por si só, nao há palavras para descrever a beleza de conhecer a obra desse homem que se autodenominava Cisco Xavier ( por não se achar importante) e seu impacto na vida de tantas pessoas, católicas, ateus, espíritas, evangélicos....etc....

O livro vale como retrato de uma vida sem máculas de uma pessoa que transcendeu os limites da religião e se transformou em ícone de bondade e de caridade.

Marcello Lopes

Nenhum comentário: