sexta-feira, 26 de março de 2010

Literatura Russa



Além de ser poeta, Maiakóvski escreveu textos críticos, manisfestos, cartazes de propaganda e peças de teatro.

Foi brilhante na combinação de palavras para elaborar seus poemas, renovou a poesia russa no seu tempo e é considerado um dos principais participantes do movimento futurista em seu país.


Com a Revolução Russa fez sucesso como propagandista dos ideais bolcheviques em poemas e peças de teatro, foi porta-voz do Partido Comunista, trabalhou na Agência Telegráfica Russa como criador de cartazes, para os quais fez rimas e slogans, além de livros didáticos com os princípios da Revolução para crianças.

Infelimente após uma decepção amorosa se matou com apenas 37 anos de idade.


Marcello Lopes
Fotos: Google

DE "V INTERNACIONAL"

Eu
à poesia
só permito uma forma:
concisão,
precisão das fórmulas
matemáticas.

Às parlengas poéticas estou acostumado,
eu ainda falo versos e não fatos.

Porém
se eu falo
"A"
este "a"
é uma trombeta-alarma para a Humanidade.

Se eu falo
"B"
é uma nova bomba na batalha do homem.

(tradução: Augusto de Campos)

2 comentários:

Lou James disse...

Excelente Marcelo! Nutro enorme estima pelo trabalho desse q é o maior poeta russo, Vladimir Maiakóvski. Certa vez, ele nos disse: 'A arte não é um espelho refletivo, mas um martelo q forja o mundo'. Bela homenagem. Abç.

Aksínia disse...

excelente postagem.Curto Maiakovski e, sobretudo, a literatura russa e fico feliz ao encontrar posts a este respeito. Parabéns.