quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Caridade, estrelas adotando crianças, minha opinião....




Pensamos que no mundo só acontece desgraças e catástrofes, não é bem assim, infelizmente a mídia e as pessoas consomem mais notícias negativas do que as positivas, mas ainda existem pessoas que fazem o bem e usam seus nomes para angariar fundos para amenizar o sofrimento de outros irmãos.

O Teleton feito em prol das vítimas do Haiti arrecadoou mais de U$$ 61 milhões de dólares, com apoio de George Clooney e o rapper nascido no Haiti Wyclef Jean.

Alicia Keys cantou "Prelude to a kiss", o rapper norte-americano Jay-Z estreou uma canção com Bono e The Edge, do U2, e Beyoncé cantou "Halo" acompanhada por Chirs Martin do Coldplay, ao piano.


Atores como Leonardo DiCaprio, Denzel Washington e Nicole Kidman contaram histórias dos haitianos que sobreviveram ao terremoto.


Vale lembrar que o Charity Navigator, um avaliador independente de projetos de caridade, lembrou do teleton para as vítimas dos ataques de 11 de setembro de 2001, Tributo aos heróis, que arrecadou US$ 150 milhões, e do evento para os afetados pelo furacão Katrina, "Abrigo da tempestade", que angariou US$ 40 milhões em doações.


O programa American idol realizou dois programas de caridade "Idol retribui", em 2007 e 2008. O primeiro arrecadou US$ 76 milhões e o segundo cerca de US$ 60 milhões para uma série de entidades principalmente dedicadas a crianças e aos menos privilegiados.


Na minha modesta opinião, não fizeram mais nada que a obrigação, os cantores e atores ganham milhões e milhões de dólares, esse dinheiro precisa ser movimentado, fazer com que as pessoas menos favorecidas recebam nem que seja a migalha desses dólares.



Acho essa história de adotar muito estranha, me parece mais que alguns poderosos da mídia ( Madonna e Angelina) estao brincando com as crianças como as pessoas brincam com bichos de estimação...


A Madonna tem um negro, uma amarela, um azul, em verde....Para mim, isso é muito estranho.




E eu acho sim, que os países ricos são culpados pela miséria no mundo, todos, sem exceção, inclusive o Brasil. Na época da colonização, os países sugaram toda a essência de riqueza dos países africanos, usaram e abusaram dos recursos naturais e dos humanos como ferramentas e depois, se livraram da incômoda situação de potentado de alguns países e se mandaram.


O Brasil quando atacou o Paraguai, o país era uma potência em desenvolvimento e hoje é apenas uma sombra do que era.


França, Bélgica, Holanda, Inglaterra, Dinamarca, todos esses e mais alguns deveriam ser obrigados a pagar uma espécie de pensão à todas as suas ex-colônias pelo resto da existência, e sei que nem assim iriam recuperar o orgulho e a dignidade desses irmãos que foram humilhados e usados como ferramentas para enriquecimento alheio.


Mas tudo bem, isso nunca vai acontecer, por isso a providência divina é justa, tarda mas não falha.


Marcello Lopes

Um comentário:

Laura disse...

Os próprios meios de comunicação parecem não acreditar que esses atos sejam uma obrigação dos ricos e famosos.O ponto positivo é que dessa forma, a ajuda é retratada com uma atitude excepcional,plena de aprovação, e talvez (sendo BEEEM otimista) as pessoas sigam seu ídolos nesse ponto, já que imitam seus trajes, e seu comportamento. Seria ótimo.