quarta-feira, 27 de maio de 2009

Uma nova Cuba ??????

O escritor peruano Mario Vargas Llosa ficou retido nesta quarta-feira durante 90 minutos pelas autoridades de um aeroporto da Venezuela.

Em declarações a jornalistas no aeroporto após o ocorrido, o escritor disse que um funcionário advertiu que por ser um estrangeiro não tinha direito a fazer declarações políticas na Venezuela.

Sua bagagem foi submetida a uma revista muito minuciosa.

Em tom irônico, o escritor disse que não foi encontrado nada de contrabando, material subversivo ou explosivo, apenas os livros de poesia que levava, e um funcionário chegou a afirmar para o intelectual peruano que não deveria opinar sobre assuntos políticos internos por ser um visitante estrangeiro.

Realmente Hugo Chavez está começando a fazer o que Fidel fez com Cuba, destruindo aos poucos a liberdade dos turistas, e dos pensadores que visitam o país, depois o povo começa a perder todos os direitos e aí já viu...

Para meu espanto e irritação, existem ( e não são poucos !!) os que apóiam Fidel e Chavez e Lula !!!

Dizem que Fidel & Cia são heróis da revolução, para mim são assassinos que fizeram da "revolução" um tormento à todo o povo cubano, que não tem nem o que comer direito.

E isso é o que o fdp da LULA queria para o nosso país....

Essa eleição eu voto....

sábado, 23 de maio de 2009

LIVRO DA SEMANA



Em Uma história da leitura encontram-se fragmentos de experiências de todo tipo de leitor: o encantamento com o aprendizado da leitura, a leitura compulsiva de tudo (livrinhos de escola, cartazes de rua, rótulos de remédio), o prazer de acompanhar a multiplicação dos significados de uma palavra, de descobrir o final da história.


Ao narrar as conformações da leitura em diferentes épocas - com histórias como a do grão-vizir da Pérsia que carregava sua biblioteca quando viajava, acomodando-a em quatrocentos camelos treinados para andar em ordem alfabética .


Alberto Manguel nos ensina que a leitura é a mais civilizada das paixões e que sua história é uma celebração da alegria e da liberdade.


Uma História da leitura
Alberto Manguel - Cia das Letras

John Donne


Nascido em Londres numa rica família católica e depois convertido ao anglicanismo, John Donne (1572-1631) é um dos expoentes da chamada "poesia metafísica" inglesa.


De início, vale observar com cuidado essa denominação. O termo metafísico, nesse caso, não corresponde ao seu significado atual.


No início do século XVII, metafísica queria dizer, mais ou menos, "filosofia". Portanto, eram poetas "pensadores". Obviamente, não poderia ser metafísico, com o significado de hoje, um poema erótico como "Elegia: Indo Para o Leito".


É verdade que esse erotismo situa-se mais no campo da imaginação que da experiência.


Na "Elegia" — peça que, pela sua ousadia, foi excluída da primeira edição dos poemas de Donne (1633) — ele chega a comparar o corpo sem roupa à alma sem corpo.


Convertido ao anglicanismo, John Donne tornou-se também um clérigo da nova fé. Em 1624, foi nomeado deão da catedral de São Paulo, título que manteve até a morte.


São famosos, mais que sua poesia, os sermões e outros textos de inspiração religiosa que ele escreveu.


Um deles é amplamente conhecido e citado, embora nem sempre quem o cita saiba associar o texto ao autor. É o texto que contém a célebre frase: "nunca mandes indagar por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.


"Trata-se da "Meditação 17", escrita por Donne em 1624. Nessa página, assim como em outras 22 meditações, ele reflete profundamente sobre a morte, motivado por uma severa enfermidade, da qual se recuperou.


Sair dessa doença, escreveu Donne, foi, como nascer de novo. Transcrevo aqui o trecho mais conhecido dessa meditação.


A "Meditação 17", de Donne, inspirou o título do romance Por quem os sinos dobram, de Ernest Hemingway, publicado em 1940.


MEDITAÇÃO 17 (trecho)


Nenhum homem é uma ilha, completa em si mesma; todo homem é um pedaço do continente, uma parte da terra firme.

Se um torrão de terra for levado pelo mar, a Europa fica menor, como se tivesse perdido um promontório, ou perdido o solar de um teu amigo, ou o teu próprio.

A morte de qualquer homem diminui a mim, porque na humanidade me encontro envolvido; por isso, nunca mandes indagar por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.


Tradução: Paulo Vizioli


Outra curiosidade: parte da tradução de "Elegia: Indo para o Leito", de Augusto de Campos, foi musicada por Péricles Cavalcanti e gravada por Caetano Veloso no disco Cinema Transcendental (Polygram, 1979).


Mais uma dica: todo o conjunto das Meditações de Donne foi reunido agora numa edição bilíngüe, lançada no Brasil pela Editora Landmark. A tradução é de Fabio Cyrino.
Marcello Lopes

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Londres dará cidadania a guerreiros gurkhas


O premiê britânico, Gordon Brown, sancionou ontem a lei que dá a 100 mil guerreiros gurkhas nepaleses o direito de reivindicar cidadania britânica por serviços prestados às Forças Armadas da Grã-Bretanha.


A medida - que dá aos beneficiários o direito de usufruir do sistema previdenciário e de assistência médica britânico - deve custar US$ 2,2 bilhões para os contribuintes.


Nos últimos 200 anos, o Exército britânico contou com o apoio dos gurkhas, um grupo de soldados de elite conhecidos no mundo militar por sua eficiência e, muitas vezes, por sua crueldade.


Incorporados às forças da Grã-Bretanha em 1815, quando o Nepal ainda era uma colônia britânica, os gurkhas construíram sua temível reputação não só nos antigos conflitos da era colonial, mas também em guerras modernas como Malvinas, Iraque e Afeganistão.


O símbolo dos batalhões gurkhas, compostos atualmente por 3.400 combatentes de elite, são duas adagas cruzadas.


As armas brancas não têm só valor simbólico; com 40 centímetros e curvatura invertida, elas dão aos gurkhas a capacidade de mutilar gravemente inimigos com um só golpe."Ouvimos lendas sobre eles o tempo todo no campo de batalha", disse ao Estado o veterano das Malvinas Nélido Riveros, mantido prisioneiro de guerra pelos britânicos por 30 dias.


"Os próprios gurkhas alimentam essas lendas. Mas na guerra isso não importa, pois não se escolhe o inimigo", declarou o argentino.Muitas das histórias sobre os gurkhas fazem parte da propaganda de guerra que todo Exército cultua em benefício próprio.


Em favor da fama dos combatentes pesa o fato de nunca terem saído derrotados.


Na 1ª Guerra, 100 mil gurkhas alistaram-se e, apesar de muitos terem morrido em combate, a Grã-Bretanha saiu vitoriosa. Na 2ª Guerra, os 40 batalhões de gurkhas sofreram 43 mil baixas e converteram-se no regimento britânico mais condecorado da história, com 26 Cruzes da Vitória - 13 para nepaleses e 13 para seus comandantes britânicos.


"Quando ouço trovões, ainda me lembro das Ilhas Falklands (Malvinas). Vi coisas horríveis acontecerem lá e ainda tenho pesadelos com isso", disse ao jornal londrino The Guardian o soldado gurkha Gyanendra Rai, atingido por estilhaços de bombas lançadas pelos argentinos nas Malvinas.


Rai serviu como soldado de artilharia por 13 anos e 81 dias. Há dois anos, ele pediu um visto definitivo ao governo britânico para realizar tratamentos médicos e psiquiátricos inexistentes no Nepal. Seu pedido foi negado em outubro de 2006.


Como fez com Rai, a Justiça britânica já havia negado cidadania a mais de mil veteranos gurkhas só nos consulados de Katmandu, Hong Kong e Macau, sob o argumento de que os gurkhas "falharam em demonstrar laços fortes com a Grã-Bretanha".


"Recebi seis transfusões de sangue de meus companheiros britânicos. Como eles podem dizer que eu não tenho laços fortes?


Eu tenho, literalmente, sangue britânico correndo nas minhas veias", disse Rai.


-> Para ser enviado à guerra os soldados servem, agora quando precisam de ajuda não valem nada, é essa a mentalidade das grandes potências sobre as colônias.


Marcello Lopes

A Razão de Ser do Espiritismo


Quando o obscurantismo da fé dominava as mentes, levando-as ao fanatismo desestruturador da dignidade e do comportamento; quando a cultura, enlouquecida pelas suas conquistas no campo da ciência de laboratório, proclamava a desnecessidade de qualquer preocupação com Deus e com a alma, face à fragilidade com que se apresentavam no proscênio do mundo;


Quando a filosofia divagava pelas múltiplas escolas do pensamento, cada qual mais arrebatadora e irresponsável, inculcando-se como portadora da verdade que liberta o ser humano de todos os atavismos e limitações; quando a arte rompia as ligações com o clássico, o romântico e a beleza convencional, para expressar-se em formulações modernistas, impressionistas, abstracionistas, traduzindo, ora a angústia da sua geração remanescente dos atavismos e limitações do passado, ora a ansiedade por diferentes paradigmas de afirmação da realidade; quando se tornavam necessários diversos comportamentos sociais e políticos para amenizar a desgraça moral e econômica que avassalava a Humanidade;


Quando a religião perdia o controle sobre as consciências e tentava rearticular-se para prosseguir com os métodos medievais ultramontanos e insuportáveis; quando as luzes e as sombras se alternavam na civilização, surgiu o Espiritismo com a sua razão de ser para promover o homem e a mulher, a vida e a imortalidade, o amor e o bem a níveis dantes jamais alcançados.


Realizando uma revolução silenciosa como poucas jamais ocorridas na História, tornou-se poderosa alavanca para o soerguimento do ser humano, retirando-o do caos do materialismo a que se arrojara ou fora atirado sem a menor consideração, para que adquirisse a dignidade ética e cultural, fundamentada na identificação dos valores morais, indispensável para a identificação dos objetivos essenciais e insuperáveis da paz interna e da consciência de si mesmo durante o trânsito corporal.


Logo depois, no Collège de France, proclamando ser Jesus um homem incomparável, no seu memorável discurso, o acadêmico e imortal Ernesto Renan confirmava, a seu turno, embora sem qualquer contato com a Doutrina nascente, a humanidade do Rabi galileu, rompendo a tradição dogmática do Homem Deus ou do ancestral Deus feito homem.


Sob a ação do escopro inexorável das informações de além-túmulo, o decantado repouso ou punição eterna, o arbitrário julgamento mais punitivo que justiceiro, cediam lugar à consciência da vida exuberante que prossegue morte afora impondo a cada qual a responsabilidade pela conduta mantida durante a trajetória encerrada.


As narrações da sobrevivência tocadas pela legitimidade dos fatos fundamentadas na lógica da indestrutibilidade do ser espiritual, davam colorido diferente às paisagens da Eternidade, diluindo as fantasias e mitos que as adornaram por diversos milênios.


Permitiu que o ser humano se redescobrisse como Espírito imortal que é, preexistente ao berço e sobrevivente ao túmulo, facultando-lhe compreender a finalidade existencial, que é imergir no oceano do inconsciente, onde dormem os atos pretéritos e as construções que projetam diretrizes para o momento e o futuro, a fim de diluir as volumosas barreiras de sombra e de crueldade a que se entregou e que lhe obnubila a compreensão da sua realidade, emergindo em triunfo, para que lobrigue a imarcescível luz da verdade que o há de conduzir pelos infinitos roteiros do porvir.


Intoxicado pelos vapores da organização fisiológica, mergulhado em sombras que lhe impedem o discernimento, vagando pelos dédalos intérminos da busca da realidade, somente ao preço da fé raciocinada e lógica, portadora dos instrumentos que se derivam dos fatos constatados, o homem e a mulher podem avançar com destemor pelas trilhas dos sofrimentos inevitáveis, que são inerentes à sua condição de humanidade, vislumbrando níveis mais nobres que devem ser conquistados.


O Espiritismo traçou novos programas para a compreensão da vida e a mais eficazmaneira de enfrentá-la, desafiando o materialismo no seu reduto e os materialistas no seu cepticismo, oferecendo-lhes mais seguras propostas de comportamento para a felicidade ante as vicissitudes do processo existencial.


Não se compadecendo da presunção dos vazios de sentimento e soberbos de conhecimentos em ebulição de idéias, demonstrou a sua força arrastando desesperados que foram confortados, violentos que se acalmaram, alucinados que recuperaram a razão, delinqüentes que volveram ao culto do dever, perversos que se transformaram, ateus que fizeram as pazes com Deus, ingratos que se reabilitaram perante os seus benfeitores, miseráveis morais que se enriqueceram de esperança e de alegria de viver, construindo juntos o mundo de bem-estar por todos anelado.


O Espiritismo trouxe a perfeita mensagem da justiça divina, por enquanto mal traduzida pela consciência humana, contribuindo para a transformação da sociedade, mas sem a revolução sangrenta das paixões em predomínio, que sempre impõe uma classe poderosa sobre as outras que são debilitadas à medida que vão sendo extorquidos os seus parcos recursos até a exaustão das suas forças, quando novas revoluções do mesmo gênero explodem, produzindo desgraça e ódios que nunca terminam . . .


Trabalhando a transformação moral do indivíduo, propõe-lhe o comportamento solidário e fraternal, a aplicação da justiça corretiva e reeducativa quando delinqüi, conscientizando-o de que as suas ações serão também os seus juízes e que não fugirá de si mesmo onde quer que vá.


Todo esse contributo moral foi retirado do Evangelho de Jesus, especialmente do Seu Sermão da montanha, no qual reformulou os valores humanos até então aceitos, demonstrando que forte não é o vencedor de fora, mas aquele que se vence a si mesmo, e poderoso, no seu sentido profundo, não é aquele que mata corpos, mas não é capaz de evitar a própria morte.


Revolucionando o pensamento ético e abrindo espaço para novo comportamento filosófico, a Sua palavra vibrante e a Sua vivência inigualável, colocaram as pedras básicas para o Espiritismo no futuro alicerçar, conforme ocorreu, os seus postulados morais através da ética do amor sob qualquer ponto de vista considerado.


Nos acampamentos de lutas que se estabeleciam no Século XIX, quando a ciência e a razão enfrentavam a fé cega e a prepotência das Academias e dos seus membros fascinados como Narciso por si mesmo, o Espiritismo surgiu como débil claridade na noite das ambições perturbadoras e lentamente se afirmou como amanhecer de um novo dia para a Humanidade já cansada de aberrações de conduta como fugas da realidade e sonhos de poder transitório, transformados em pesadelos de guerras infames, cujas seqüelas ainda se demoram trucidando vidas e dilacerando sentimentos.


A razão de ser do Espiritismo encontra-se na sua estrutura doutrinária, diversificada nos seus aspectos de investigação científica ao lado das demais correntes da ciência, do comportamento filosófico com a sua escola otimista e realista para o enfrentamento do ser consigo mesmo e da vivência ético-moral-religiosa que se estrutura em Deus, na imortalidade, na justiça divina, na oração, na ação do bem e sobretudo do amor, única psicoterapia preventiva-curativa à disposição da Humanidade atual e do futuro.


Autor: Victor Hugo (espírito)

Página psicografada pelo médium Divaldo P. Franco,

no dia 7 de junho de 2001, em Paris, França

Poema Victor Hugo

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.

E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.

E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
ão amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.

Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.

Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.

E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga “Isso é meu”,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.

22 de Maio de 1885


A França lembra hoje os 124 anos sem seu maior poeta.


Victor Hugo, pai ficcional do popularíssimo Quasímodo, o corcunda de Notre-Dame, da cigana Esmeralda e do ex-convicto Jean Valjean, nasceu dois séculos atrás, no dia 26 de fevereiro de 1802.


Ele teve a merecida sorte de ver-se consagrado em vida, situação que talvez somente Voltaire, outro titã das letras francesas, morto em 1778, conheceu antes dele.


A obra de Hugo é um oceano, abrigando todos os gêneros conhecidos, da poesia ao ensaio cultural, da novela ao panfleto político, do romance ao teatro, nada desconheceu.


A produção dele, que se estendeu por 70 anos ininterruptos, até quase a sua morte em 1885, foi impressionante. Dizem que escreveu mais de "um milhão de versos", além de engajar-se de corpo e alma nas lutas políticas e ideológicas do século XIX.


Viram-no emocionado com a passagem de volta a Paris na mão.


No dia 4 de setembro de 1870, Victor Hugo, o gigante das letras francesas que passara quase vinte anos exilado nas ilhas de Jersey e Guernesey, após ter recebido um telegrama em código, retornava à pátria.


Nove anos antes, em 1861, ele desprezara a anistia que o imperador Napoleão III (que ele, sarcástico, chamara de Napoleón le petit) oferecera aos que fizeram-lhe oposição à época do golpe de 2 de dezembro de 1851.


Mas agora, Napoleão III, derrotado, sitiado pelos prussianos em Sedan, no dia 2 de setembro de 1870, entregara a espada.


O Segundo Império se fora e o poeta sentira-se liberto do juramento de só pôr os pés na pátria quando a liberdade tivesse sido plenamente reconquistada: Quand la liberté rentrera, je rentrerai!


No dia seguinte, no 5 de setembro, uma multidão o aguardava na Gare du Nord, a que acolhia os trens que vinham da Bélgica.


Foi uma loucura. O carro aberto em que ele estava foi imediatamente cercado. Eufórico, o povo gritava "Viva a República!", "Viva Victor Hugo!".


Em minutos, desatrelaram os cavalos e centenas de mãos uniram-se para levar o coche dele adiante. Em pé, emocionado, ele abanava para os transeuntes.


Caído o imperador em Sedan, o César das letras francesas recebia os louros nas ruas de Paris. Morto o rei, viva o rei! A sua aparência, mesmo aos 69 anos, impressionava.


Victor Hugo era um homem vigoroso, de apetites sensuais e gastronômicos impressionantes. O cabelo e a barba totalmente brancos ressaltavam-lhe ainda mais o olhar e o fronte inteligente. Naquela jornada apoteótica, estimam, ele apertou umas seis mil mãos.


Dias depois arrumaram-lhe um escritório nas Tulherias, onde ele, como se fora um deus Olimpo vindo do exílio, recebia as homenagens de Paris inteira. Tratavam-no de père Hugo, pai Hugo!


O clima porém não era bom. A França rendera-se. Oitocentos mil alemães, comandados por von Molke, marchavam para Paris.


O governo provisório nas mãos do Comitê de Defesa Nacional, tendo León Gambetta à frente, tentava detê-los. Mas com quem ?


Paris, por sua vez, agitava-se. O que se ouvia pelas ruas era de que a cidade não iria capitular. A Guarda Nacional, a milícia civil, estava disposta a dar armas ao povo.


Victor Hugo, eleito para a assembléia nacional, não demorou a renunciar porque não podia assinar junto de Thiers, o ministro provisório que ajustara um tratado de submissão.


Nesse meio tempo morre Charles, o filho mais velho.


Exausto, Victor Hugo retira-se para Bruxelas. Então deu-se a catástrofe.


As tropas do governo de Versalhes, nas mãos de Thiers, receberam ordens no dia 18 de março de 1871 de entrar em Paris e desarmar a multidão. Foi mexer num vespeiro.


Durante 73 dias, a cidade sitiada, dominada pela Comuna mobilizada para a guerra, enfrentou o exército.


Brigadas de operários e suas mulheres, as petroleuses, numa resistência desesperada, deslocavam-se pelas avenidas e ruas incendiando os prédios públicos.


Num repente, os miseráveis que Victor Hugo imortalizara no seu gigantesco romance (Les misèrables, 3 volumes com 2.800 páginas, que, desde 1862, vendera sete milhões de exemplares!), rebelados, tentavam "tomar o céu de assalto".


Milhares de Jeans Valjeans, na companhia das Fantines e das pequenas Cosettes, assistidas pelo moleque Gavroche, um minúsculo herói das barricadas - personagens da grande epopéia literária do proletariado francês -, haviam ocupado as ruas de Paris preparando-se para o embate final.


O poeta, ainda na Bélgica, impotente, deprimiu-se. Logo ele que tanto apostara nos Estados Unidos da Europa. Não só alemães lutaram contra franceses, como esses, agora, brigavam entre si.


Acampados nos arredores da capital, estupefatos, os soldados prussianos viam o abrasar dos casarões e dos palácios ao som surdo das canhonadas e dos gritos de horror dos fuzilados.


A repressão do exército francês foi brutal. Do dia 22 ao 28 de maio, a matança começada em Montmarte, tão acertadamente chamado de o Monte dos Mártires, e encerrando-se no muro dos federados do cemitério père Lachaise, fizera com que 30 mil corpos de trabalhadores fossem trespassados pelas balas dos subordinados do general Mac-Mahon.


Nesse holocausto feito em nome da ordem social, juntaram-se às tropas e aos burgueses, levas de tipos criminosos que saíram dos bueiros para virem apedrejar e mofar dos caídos.


Em Bruxelas, Victor Hugo agiu para que acolhessem os desgraçados que sobreviveram aos massacres e aos desterros, do que ele chamou de L´année terrible.


As autoridades locais, ignorando seus apelos por tolerância para com os communards, fizeram com que ele fugisse para o pequeno Luxemburgo.


Clemência que ele continuou reclamando quando do seu retorno á França e indicado para a Câmara Alta, em 1873.


Por essas e outras é que 700 mil pessoas desfilaram em frente a sua residência na avenida Eylau (hoje Victor Hugo) ao ele completar 79 anos, em 26 de fevereiro de 1881.


Nem Napoleão vira tanto povo assim do seu palanque. A sua casa tornou-se local de romaria de gente do mundo inteiro.


Até um poema sobre o Brasil ele compôs para o imperador D. Pedro II. Nada em matéria de multidão equiparou-se ao seu enterro quando, no dia 31 de maio de 1885 (ele falecera no dia 22), partindo do Arco do Triunfo onde seu modesto ataúde estava exposto, um milhão de franceses se irmanaram pelos Campos Elísios para levar o féretro de Père Hugo até o Panteão.


Nos seus 70 anos de atividade ele fizera de tudo: foi par da França, membro da Academia de Letras, deputado, exilado político, militante anti-bonapartista, integrante do senado e o escritor mais famoso e mais popular das letras francesas em todos os tempos.


Além de célebre defensor da abolição da pena capital e emérito ativista das causas populares. Dizem que no delírio que antecedeu a morte, ele gritou "esta é a luta entre o dia e a noite".


L'histoire véridique, l'histoire vraie, l'histoire définitive, [...]tiendra moins compte des grands coups de sabre que des grands coups d'idée. (...)Pythagore sera un plus grand événement que Sésostris. (...) étant donnée, comme résultante,l'augmentation de l'esprit humain, Dante importe plus que Charlemagne,et Shakespeare importe plus que Charles-Quint.



(A história verídica, a verdadeira história, a história definitiva, dará menos importância aos grandes golpes da espada do que aos grandes lances das idéias. Pitágoras será um acontecimento mais importante do que Sesóstres. ... tendo como resultante o aumento do espírito humano, Dante importa mais do que Carlos Magno, e Shakespeare importa mais do Carlos Quinto).


Victor Hugo, William Shakespeare, 1864

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Séries nos EUA são canceladas e renovadas

Mais séries estão sendo renovadas e canceladas na TV dos EUA. O canal CW desceu o machado sobre Everybody Hates Chris, The Game, Privileged e Reaper.

Já a CBS cancelou The Unit, Without a Trace e Eleventh Hour. Em compensação, adotou Medium, que a NBC cancelou esta semana ao lado de My Name is Earl.

Eu nunca assisti Reaper, Privileged assisti um episódio e achei um lixo, Everybody é chato como o Chris Rock, não conheço The Game.

The Unit era bem legal, mas chega de ver os soldados americanos ganhando todas, as únicas que eu vou sentir falta são Without a Trace e Eleventh Hour, que tinham um bom roteiro e elenco muito bem afinado.

My name is Earl eu assisti um episódio e achei uma bosta. . . .

A CBS revelou também sua grade. A rede é a única entre as grandes que apresentou aumento de público em todas as faixas principais, vencendo a competição nos últimos seis anos. Sua grade inclui as novidades NCIS: Los Angeles, The Good Wife, Three Rivers e Accidentally on Purpose.

As quatro séries contam com nomes conhecidos no elenco: Chris O´Donnell e LL Cool J na derivada de NCIS, Julianna Margulies como uma esposa que volta a trabalhar como advogada após a prisão do marido em um escândalo político em The Good Wife, Alex O'Loughlin como o chefe de uma equipe de transplantes em Three Rivers, e Jenna Elfman como uma jornalista grávida de um homem mais jovem em Accidentally on Purpose.

As quatro novas séries vão se juntar a 18 renovações, entre elas CSI, Two and a Half Men, The Mentalist, The Big Bang Theory, CSI: Miami, NCIS, The New Adventures of Old Christine, Criminal Minds, CSI: NY, Ghost Whisperer, Numb3rs e Cold Case.

A CBS anunciou também suas séries para a midseason. The Bridge vai mostrar o trabalho de um policial escolhido para ser o líder sindical da categoria e obrigado a combater o crime, a corrupção dos colegas e a chefia ao mesmo tempo.

Miami Trauma entra na luta pelo público que gosta de séries médicas com um time de cirurgiões que atende somente pacientes com ferimentos de alto risco.

Na TNT quatro séries voltam para alegria dos fãs: The Closer, Saving Grace, Raising the Bar e Leverage.

Entre as novidades estão Hawthorne, com Jada Pinkett Smith como a enfermeira chefe de um hospital, e Dark Blue, policial produzido por Jerry Bruchkeimer e estrelado por Dylan McDermott (The Practice).

Em dezembro a rede deve estrear Men of a Certain Age, drama estrelado por Ray Romano (Everybody Loves Raymond), Andre Braugher e Scott Bakula (Quantum Leap, Enterprise).

A TNT anunciou também seus projetos em desenvolvimento.

Um deles, ainda sem nome, mas, com piloto aprovado, tem Steven Spielberg na produção e mostra um grupo que se reúne para lutar pela sobrevivência seis meses após uma invasão alienígena.

Outro projeto é Class Action, que tem Steven Bochco (Hill Street Blues, Nova York Contra o Crime) como o criador da história de um advogado que defende pessoas humildes.

Já Zapata, Texas, é um projeto do casal de atores Kyra Sedgwick e Kevin Bacon. O cenário é uma pequena cidade de fronteira entre Estados Unidos e México e mostra os problemas enfrentados pelo xerife recém-eleito.

Na rede NBC, o anúncio inclui um número recorde de programas novos, além de uma estratégia de exibição em horários compartilhados. Um dos problemas da emissora era mostrar como sua grade seria montada a partir do fato de que o programa de Jay Leno vai ocupar cinco noites por semana.

A resposta foi dividir as temporadas em duas partes, intermediadas pela exibição dos Jogos Olímpicos de Inverno, o que significa um número menor de episódios por temporada e um menor número de reprises.

Entre as novidades estão Trauma, Day One, Community, Parenthood e Mercy.

As renovadas incluem Heroes, Chuck, Law & Order e sua irmã Law & Order: Special Victims Unit.

Parenthood e Mercy dividem a noite de quarta com Law & Order: Special Victims Unit.

As noites de quinta-feira serão ocupadas pelas comédias, com Saturday Night Live Weekend Update Thursday, Parks and Recreation, The Office e Community.

Fonte: Omelete
Comentários sem noção : Marcello Lopes

Câmara recua e libera viagens internacionais dos deputados

A putaria continua....

A Mesa da Câmara recuou e decidiu liberar as viagens internacionais dos deputados pagas pela Casa.

A permissão foi incluída no ato da Mesa que criou o cotão, a verba para o exercício da atividade parlamentar, assinado nesta quinta-feira, 21, e que deverá estar publicado no Diário da Câmara de nesta sexta.

Em reação aos escândalos do uso de passagens aéreas para parentes, a Mesa da Câmara baixou um ato em abril passado permitindo o uso dos recursos apenas no território nacional.

O texto do ato estabelece que o deputado poderá usar a cota para pagar passagem, hospedagem, alimentação, aluguel de carro e demais despesas com a viagem ao exterior, desde que autorizado previamente pelo terceiro secretário da Mesa, no caso de passagens, e pelo presidente da Casa, para o pagamento das outras despesas.

Para isso, o deputado terá de justificar a viagem como "interesse do mandato parlamentar".

Essa classificação não inclui as missões oficiais. Quando o deputado viaja representando a Casa, as despesas de passagem, alimentação e hospedagem são por conta da Câmara e não na cota parlamentar.

O ato assinado hoje privilegia um grupo de mais de 200 deputados que terão um adicional de R$ 1.244,54 por mês para gastar com despesas do mandato. Esse grupo de parlamentares especiais é formado pelos líderes partidários, os vice-líderes, presidentes das 20 comissões permanentes e seus vice-presidentes. Os líderes de bancadas têm também o privilégio de usar livremente, sem se preocupar em descontar as despesas de sua cota, o telefone do apartamento funcional.

Tanto a cota extra quanto a livre franquia do telefone foram incorporadas nesse ato, mas o valor é equivalente a uma cota extra postal e telefônica que eles já possuíam.

O cotão foi criado com a unificação das cotas de passagem aérea, postal e telefônica e a verba indenizatória, sem cortes no valor anterior. Por causa da inclusão da verba das passagens aéreas, a cota varia de acordo com a distância do Estado de origem do parlamentar a Brasília.

A maior será de R$ 34.258,50 para os deputados de Roraima e a menor cota de R$ 23.033,13 para a bancada do Distrito Federal.

A nova sistemática entrará em vigor no dia 1º de julho. Todas as despesas realizadas pelos deputados deverão ser divulgadas na internet na página da Câmara.

Os gastos dos deputados serão ressarcidos com a apresentação de notas fiscais e recibos.

E sabe quem paga isso ???? É você seu trouxa !!!!!!!

É por isso que cada vez me importo menos com esses dePUTAdos e suas gangues.

Já não basta o que eu tenho que pagar de impostos, me precaver para não ficar doente senão tá morto ( Literalmente !!) e infelizmente eu tenho que ler esse tipo de notícia. . . .

Em 2009, cada senador custará cerca de R$ 34 milhões, quase seis vezes mais do que um deputado federal, segundo o levantamento da ONG Transparência Brasil.

Entre as assembléias, o deputado mais caro é do Distrito Federal.

O mineiro vem em seguida, com R$ 10 milhões, e o catarinense, sob a cifra de R$ 7 milhões...

Mas é injusto falarmos tanto dos custos sem vermos os benefícios de um senado democrático e atuante !

Por exemplo... por exemplo... por... humm ...xiii... não tô lembrando de nada...

Marcello Lopes

Lei obriga tradução de palavras estrangeiras em publicidade no Rio

Nada de "sale", "off" ou "delivery". Desde ontem, as peças publicitárias no Rio só podem usar palavras estrangeiras se tiverem a tradução --"liquidação", "desconto" e "entrega em domicílio", respectivamente, nos exemplos citados--, em letras do mesmo tamanho.

Quem desrespeitar a lei estará sujeito a uma multa de R$ 5.000. Na primeira reincidência, o valor será dobrado; na segunda, o alvará da empresa será suspenso.

O vereador Roberto Monteiro (PC do B) propôs a lei em 2007. Aprovada em abril passado, foi sancionada anteontem pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB). O vereador afirma que quis "preservar a cultura do país e facilitar a compreensão das propagandas por quem não conhece outros idiomas além do português".

Depois que os nossos hermanos nos chamam de macaquitos, todo mundo acha ruim...

E isso não é a toa, no Brasil só se copia as coisas ruins dos americanos, os programas de tv, esse tipo de propaganda nos shops, a vendedora nem sabe falar direito português e colocam SALE ou PRICE OFF, e o mais ridículo que eu acho são os rappers brasileiros usando roupas de times de basquete americano e bandanas coloridas ( as gangues americanas se diferenciam usando cores específicas) como os americanos.

Ah por favor, poderíamos muito bem copiar as instituições educacionais, como HARVARD, STANFORD, YALE que tem mais de 200 anos de tradição, o modo como os americanos poupam dinheiro, como eles se preparam para a Universidade, suas leis rígidas contra o crime, a construção de presídios como vemos nos filmes ou nos documentários na Nat Geo....

Que tal aprovar a lei de processar e prender os menores de 18 anos como adultos, ter leis mais pesadas para crimes como estupro, homicídio, tráfico e políticos. . .( ops. ..corrupção).

No Texas e outros estados existe uma lei que depois de 3 prisões por qualquer delito, o sujeito é sentenciado a pena perpétua sem condicional.

É uma coisa a ser pensada com muito carinho...

Marcello Lopes

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Morre o escritor uruguaio Mário Benedetti

O escritor uruguaio Mario Benedetti morreu neste domingo, 17, em Montevidéu aos 88 anos.

Benedetti escreveu mais de 80 livros de poesia, romances, contos e ensaios, assim como roteiros para cinema. Ele já recebeu os prêmios Ibero-americano José Martí (2001) e Internacional Menéndez Pelayo (2005).

A última obra publicada, o poemário "Testigo de uno mismo", foi apresentada em agosto do ano passado.

Antes da última entrada no hospital, Benedetti estava trabalhando em um novo livro de poesia cujo título provisório é "Biografía para encontrarme".

Já há algum tempo o famoso escritor não se apresentava em público e concedia poucas entrevistas à imprensa, mas continuava trabalhando em suas obras diretamente de Montevidéu.
No ano passado, publicou "Testemunha de um mesmo", e em setembro disse a jornalistas que estava terminando um livro de poesias chamado "Biografia para encontrar-me".

Sua carreira literária começou em 1949 e chegou a fama sete anos depois ao publicar "Poemas de escritório", sobre a rotina de trabalho. Desde 1992, tem lançado quase uma obra por ano.

Fonte: Estado de Sp.

domingo, 17 de maio de 2009

Livro da Semana !!



Vida de escritor não é uma autobiografia convencional. É um livro sobre o ofício da escrita, e os reveses que acometem aos que por ele se aventuram.


Entre as agruras para encontrar uma boa história é que Talese nos deixa divisar sua vida e, especialmente, sua carreira.

Os dramas começam no jornalzinho da faculdade (de baixa reputação) que cursou no Alabama.


Prosseguem nos dez anos que trabalhou como repórter do New York Times, no qual entregava suas matérias na undécima hora, e sempre reclamava das alterações e cortes feitos por redatores.


E se tornam mais complexos nas revistas com as quais passou a colaborar. Uma delas foi a prestigiadíssima New Yorker.


Talese conta como passou meses apurando a história de Lorena Bobbit, que, num surto de fúria, cortou com uma faca de cozinha o pênis do marido.


Ele se esfalfou para reconstituir a noite da agressão e tentou entrevistar todos os envolvidos no episódio.


Enfurnou-se então num quarto e escreveu uma longuíssima reportagem, enviou-a à revista e, já de manhã, extenuado, foi dormir.


Acordou à tarde com um fax na porta: a diretora da revista recusava a reportagem, e sugeria que Talese fizesse um pequeno livro sobre o crime.


O escritor bem que tentou, mas tal livro não passou de um arremedo.Vida de escritor começa e termina com uma história de derrota ainda mais doída.


Talese passou anos viajando ao redor do mundo atrás de Liu Ying, uma atacante da seleção chinesa de futebol. Na final da copa do mundo de 1999, disputada entre os Estados Unidos e a China, ela perdeu o pênalti decisivo, que daria a vitória a seu país.


O drama da jovem espelha a frustração de Talese, que não consegue fazer nem sequer uma reportagem sobre Liu Ying.


Septuagenário, Gay Talese poderia ter feito um livro de memórias complacente.


É sem qualquer condescendência consigo mesmo - mas também sem se comprazer no sofrimento -, no entanto, que ele demonstra como o fracasso é inerente à profissão.


Ao construir Vida de escritor em torno de personagens anônimos ou menores, o autor na prática se solidariza com eles.


E dá uma lição que só a experiência e a sabedoria propiciam: mesmo na autobiografia de um jornalista, o que importa são os outros.

Sete refrigerantes têm substância cancerígena


Em uma pesquisa com 24 refrigerantes, a Pro Teste --Associação Brasileira de Defesa do Consumidor-- verificou que 7 têm benzeno, substância potencialmente cancerígena.


O benzeno surge da reação do ácido benzoico com a vitamina C. Como não há regra para a quantidade do composto em refrigerantes, usou-se o limite para água potável: 5 microgramas por litro.


Os casos mais preocupantes foram o da Sukita Zero, que tinha 20 microgramas, e o da Fanta Light, com 7,5 microgramas.


Os outros cinco produtos estavam abaixo desse limite. São eles: Dolly Guaraná, Dolly Guaraná Diet, Fanta Laranja, Sprite Zero e Sukita.


Fernanda Ribeiro, técnica da Pro Teste, diz que é difícil estudar a relação direta entre o benzeno e o câncer em humanos, mas que já se sabe que a substância tem alto potencial carcinogênico e que, se consumida regularmente, pode favorecer tumores.


"Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), não há limite seguro para ingestão dessa substância", diz.


A química Arline Abel Arcuri, pesquisadora da Fundacentro (Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho) e integrante da Comissão Nacional Permanente do Benzeno, diz que o composto vem sendo relacionado especialmente a leucemias e, mais recentemente, também ao linfoma.


O fato de entrar em contato com o benzeno não significa necessariamente que a pessoa vá ter câncer --há organismos mais e menos suscetíveis.


"Mas não somos um tubo de ensaio para saber se resistimos ou não, e não há limites seguros de tolerância. O ideal, então, é não consumir", diz Arcuri.


O benzeno está presente no ambiente, decorrente principalmente da fumaça do cigarro e da queima de combustível.

Na indústria, é matéria-prima de produtos como detergente, borracha sintética e náilon.


Nesse caso, não contamina o consumidor por se transformar em outros compostos. A principal preocupação é proteger o trabalhador da indústria.


O efeito do benzeno é lento, mas, quanto maior o tempo de exposição e a quantidade do composto, maior a probabilidade de desenvolver o tumor.


A pesquisa da Pro Teste encontrou, ainda, adoçantes na versão tradicional do Grapette, não informados no rótulo. O problema é maior no caso de crianças, que devem ingerir menos adoçantes.


Foram reprovados outros seis produtos [Fanta Laranja, Fanta Laranja Light, Grapette, Grapette Diet, Sukita e Sukita Zero] que tinham os corantes amarelo crepúsculo --que, segundo estudos, favorece a hiperatividade infantil-- e amarelo tartrazina --com alto potencial alergênico.


"O amarelo crepúsculo já foi proibido na Europa. E muitas crianças têm alergia a alguns alimentos e, depois, descobre-se que o problema é o amarelo tartrazina", diz Ribeiro.


Os corantes são aprovados no Brasil, mas, para a Pro Teste, as empresas deveriam substituí-los por outros que não sejam problemáticos, assim como no caso do ácido benzoico. "É um problema fácil de ser resolvido", diz Ribeiro.


A Coca-Cola, responsável pela Fanta, afirmou, em nota, que cumpre a lei e que os corantes de bebidas são descritos no rótulo. Afirma, ainda, que o benzeno está presente em alimentos e bebidas em níveis muito baixos.


A AmBev, que fabrica a Sukita, informou que trabalha "sob os mais rígidos padrões de qualidade e em total atendimento à legislação brasileira".


Cláudio Rodrigues, gerente-geral da Refrigerantes Pakera, que fabrica o Grapette, diz que a bebida tradicional pode ter sido contaminada por adoçantes porque as duas versões são feitas na mesma máquina.


"Os tanques são lavados, mas pode ter ficado resíduo de adoçante no lote testado."


Tá vendo porque eu tomo COCA-COLA ??????????? hahahahahahaha


No teste da Pro Teste, foi declarado que a coca ( todas as versões) não tem benzeno...
De tumor eu não morro !!!!!!!
Fonte: Folha de Sp

Pintura Holandesa - Frans Hals parte 2

O Bebedor Alegre foi pintado em uma tonalidade viva e reluzente, que prenuncia as manifestações do impressionismo, influenciando diretamente Manet.

Na pintura o domínio de Hals na representação da emoção é perfeito, tanto que nenhum artista seiscentista superou Hals nesse campo.

Abaixo um dos retratos mais famosos que Hals pintou, o de René Descartes.

Marcello Lopes

Pintura Holandesa - Frans Hals

Frans Hals depois de Rembrandt, é o maior precursor da pintura holandesa no mundo.



Nasceu em Antuérpia em 1582, seus pais eram trabalhadores têxteis e emigraram para os países baixos quando Antuérpia foi dominada pelos espanhóis na guerra dos 8 anos em 1585.



Frans estudou com Karel Van Mander, e em 1610 foi admitido como mestre-pintor na Guilda de São Lucas em Haarlem.



Não há registro em nenhum lugar de obras de Hals antes dos 28 anos de idade, os especialistas em pintura holandesa acham que ele passou esse longo período viajando ou trabalhando fora do mundo artístico e só resolveu pintar tardiamente.



Sua especialidade eram os quadros de retratos, e por toda a sua carreira até mesmo as pinturas bíblicas tinham um caráter retratual.



Em suas mãos, a pintura desse gênero tornou-se livre, ousada e ao mesmo tempo reveladora em comparação às pinturas da época. Sua genialidade consistiu em inserir nas pinturas uma vitalidade e espontaneidade fora do comum, ninguém pintou o povo comum com tanto amor e simpatia como ele.



Em 1616, com o quadro Banquete dos oficiais da Companhia de Milícia de São Jorge em Haarlem, Hals iniciou a grande era da pintura holandesa.



A obra toda exulta com o saudável otimismo e força dos homens que ajudaram a construir uma nova república, não há precedente para a vívida caracterização que Hals fez dos doze homens.



Hals tinha a vantagem de conhecer o caráter daqueles homens, pois serviu na companhia de 1612 a 1624.



Pouco se conhece do pintor holandês, ele não deixou nenhuma anotação ou desenho que desse a idéia dos seus pensamentos ou das impressões que seu ambiente lhe causava.


Hals parece ter tido uma posição de respeito na comunidade, já que integrou a Milícia de São Jorge, sendo um sinal de prestígio, e de 1616 a 1624 esteve ligado a uma sociedade retórica de Haarlem chamada Elos da Videira na qualidade de amigo e não de membro ativo.


Em 1629, a cidade pagou pela restauração de pinturas da Comendadoria da Ordem de São João que haviam passado para Haarlem após a secularização da ordem.

Entre 1616 e 1664 pintou em tamanho natural nove grandes retratos oficiais do grupo, nenhum artista de destaque naquele período fez tantos.


Seus clientes variavam de oficiais da Milícia à mercadores, clérigos, artistas e historiadores.


São conhecidas apenas 225 pinturas suas, sendo uma produção pequena para quase 50 anos de vida artística, a hipótese dos especialistas é de que muitas pinturas se perderam ou foram abandonados em depósitos ou destino pior.


Apesar das importantes encomendas de retratos que recebia Hals se encontrou em dificuldades financeiras repetidas vezes, sendo acionado em pequenos processos desde 1616.


Hals viria a se casar duas vezes, tendo no total 13 filhos nos dois matrimônios.


Pouco depois de pintar, em 1649, o célebre retrato do filósofo René Descartes, exemplo de profundidade psicológica, Hals enfrentou um período de dificuldades econômicas que o levaram à miséria. Sua melancolia está registrada nos tons escuros de "Os regentes do asilo de velhos de Haarlem" realizados por volta de 1664. Frans Hals faleceu em 10 de setembro de 1666, em Haarlem.



Marcello Lopes

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Piadinha.....

A anedota abaixo está fazendo o maior sucesso entre os cristãos palestinos.

Um israelense morreu e foi ao céu. Ali ele encontrou cristãos, muçulmanos, budistas e até ateus.

Indignado com tanta diversidade, e mais indignado ainda ficou quando soube que no inferno havia mais judeus do que no céu.

“Mas então, falou alto, se somos o povo eleito, como pode haver judeus no inferno”?

Pediu para falar com o Altíssimo, mas lhe disseram que só Jesus estava disponível para falar com ele.

Perguntou: “Jesus, por que não há no céu um lugar apenas para nós, os judeus?

Jesus respondeu:“Judeus? Está dizendo que ainda há judeus na terra?

Então minha chegada e meu martírio não serviram para nada”?

Alguém vê isso ????????


Tortura, detenções ilegais, assassinatos; ataques com mísseis, helicópteros e caças de combate contra a população civil; anexação de seu território, deslocamento de civis de um lado a outro com o propósito de mantê-los encurralados; assassinatos em massa (como em Cana, Jenin, Sabra e Chatila para mencionar os mais óbvios);


Negação dos direitos de livre circulação, e livre circulação de civis, de educação e assistência médica; utilização de civis como escudos humanos; humilhação, castigos coletivos, demolições em escala massiva, destruição de terras agrícolas, expropriação de água, apoio aos assentamentos ilegais, empobrecimento econômico, ataques a hospitais, a trabalhadores de saúde e ambulâncias, assassinatos de funcionários da ONU.


Apenas para nomear os abusos mais intoleráveis: tudo, devemos afirmá-lo enfaticamente, com o respaldo incondicional dos Estados Unidos,que não só fornece a Israel as armas, como o brinda com ajuda militar e de espionagem, além de lhe fornecer mais de 135 bilhões de dólares em assistência econômica, ao mesmo tempo em que fornece migalhas aos seus próprios cidadãos.

Conselho de Segurança mostra preocupação com relatório da ONU sobre Gaza


O Conselho de Segurança (CS) da ONU expressou nesta quarta-feira preocupação com as conclusões do relatório de uma comissão do organismo no qual se acusa a Israel de "negligência e imprudência" pelo bombardeio de instalações da organização durante o conflito de Gaza.


"Os membros do Conselho de Segurança expressaram preocupação com as conclusões do relatório", disse o presidente de turno do principal órgão da ONU, o embaixador russo Vitaly Churkin.


Ele afirmou que os 15 integrantes do conselho não exigiram ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que adote qualquer medida de acompanhamento, mas expressaram interesse "em que seja relatado o progresso obtido no assunto".


Em 5 de maio, após a divulgação do relatório, Ban afirmou que pedirá uma indenização ao governo israelense pelos quase US$ 11 milhões em danos causados pelos ataques às instalações da ONU na ofensiva do país contra o grupo islâmico Hamas na faixa de Gaza, entre dezembro e janeiro passados.


Churkin explicou que a Líbia, o representante árabe no conselho, retirou um projeto de resolução no qual as ações israelenses eram condenadas. Em troca, os países ocidentais aceitaram que o principal órgão da ONU expressasse a preocupação com o conteúdo do relatório.


Israel se negou a pedir desculpas pelos bombardeios do Exército a seis instalações da ONU investigados pela comissão designada por Ban, e qualificou o relatório de "vergonhoso" e "tendencioso".


A ofensiva do Exército israelense em Gaza deixou 1.434 palestinos mortos, incluindo 960 civis, 239 policiais e 235 militantes, segundo o Centro Palestino de Direitos Humanos. O Exército israelense confirma 1.370 mortes, entre elas 309 civis inocentes --dos quais 189 são crianças e jovens com menos de 15 anos.


Só lembrando que os ataques israelenses a seis instalações da ONU incluíram um hospital cheio de crianças palestinas nos quais usou fósforo branco e causou danos superiores a US$ 10 milhões.


Israel é responsável pela morte e feridos que ocorreram dentro das instalações das Nações Unidas, assim como dos danos físicos causados às instalações e propriedades da ONU.


É mais uma medida israelense para massacrar o povo palestino lançando bombas de 1 tonelada sobre a cidade !!!!


Depois dizem que os árabes são terroristas e os judeus as vítimas. . . .


Faz-me rir !!!


Ah !! mas a boa notícia é que vocês nunca terão a paz desejada, por mais que matem as crianças e mulheres palestinas, por mais muros que vocês construam, a paz é feita de boas ações e de verdadeiras intenções, coisas que vocês nunca se mostraram aptos á fazer.


Outra boa notícia é que os israelenses serão julgados pelo juiz espanhol Fernando Andreu, e os (assassinos..ops) réus são o ex-ministro israelense da Defesa Benjamin Ben Eliezer, o comandante das Forças Aéreas israelenses no momento do ataque, Dan Halutz, o general das Forças de Defesa israelenses, Doron Almog, o presidente do Conselho Nacional de Segurança de Israel, Giora Eiland, o secretário militar do ministro da Defesa, Michael Herzog, o chefe do Estado Maior, Moshe Yaalon, e o diretor do serviço geral de segurança de Israel, Abraham Dichter.


Será que vai acontecer algo com eles ???? Eu duvido.


Se fosse um militante palestino, sem dinheiro e EUA por trás, ele seria condenado à morte ou perpétua....mas quem sabe um dia o mundo se canse de ver Israel como coitadinhos e abra os olhos para os verdadeiros assassinos que eles são.


Marcello Lopes

Um absurdo

Jogos violentos sempre foram uma diversão para a garotada ou os tiozinhos como eu que adoram um sangue escorrendo, não posso negar que games como Black e God of War, que são extremamente violentos, são muito bacanas, mas até onde eu sei só a garotada de cabeça fraca e sem uma boa educação moral sai por aí matando os outros imitando os jogos.

Ficção é uma coisa, a realidade é totalmente diferente, existe uma linha entre esses mundos.

Mas uma empresa japonesa ultrapassou todos os limites do bom senso, no jogo RapeLay os jogadores ganham pontos por atos de violência sexual, incluindo abordagem de garotas em estações de trem, estupro de virgens e suas mães, e forçando mulheres a fazer aborto.

Eu não sei o que é mais absurdo, uma empresa criar um jogo desse tipo, onde o jogador se torna na ficção um predador que é odiado até pelos outros detentos ( na realidade) ou a desculpa do porta-voz da empresa :

" Estamos confusos com a ação, fazemos jogos para o mercado doméstico, de acordo com a legislação vigente aqui [no Japão]. Não podemos comentar [a campanha] porque não vendemos [o game] para outros mercados."

A campanha contrária ao jogo da qual ele cita foi organizada pela organização Equality Now, de NY contra jogos e simuladores de estupro e banalização da violência sexual no Japão.

Para quem não sabe o país só proibiu a produção, distribuição e uso comercial de fotos que suscitem atividades sexuais, vídeos e outros materiais envolvendo pessoas com menos de 18 anos em 1991, mas a lei não criminaliza a posse destes tipos de materiais, isso quer dizer que não serviu pra nada essa "proibição", já que a internet é constantemente inundada por vídeos de animações de computação gráfica chamados de Hentai.

Depois reclamam quando estudantes aparentemente bonzinhos massacram 15 na escola, a banalização da violência aliada a uma educação sem base religiosa destrói o cérebro, mina a moral e incentiva o lado mais sombrio das pessoas aparecer.

Seja qualquer religião que mostre os valores que Jesus nos deixou já seria um empecilho para a aquisição de um jogo desse nível, além de ser um desrespeito às mulheres de todas as idades e nacionalidades, fazendo com que as crianças achem que esse tipo de atitude o mais correto e que as mulheres devem ser tratadas dessa forma.

Marcello Lopes

Começou a guerra. . . .

A Assembléia Nacional francesa adotou o projeto de lei de proteção dos direitos autorais na internet, que prevê sanções contra o download ilegal.

No novo texto, que indica a suspensão do acesso à internet para os reincidentes de downloads ilegais por um período de até um ano, foi aprovado pelos deputados.

Incrível como os políticos se unem para votar esse tipo de lei, que na minha opinião não vai alterar muito o volume de downloads na França e não votam leis que poderiam ajudar o mundo a se tornar mais pacífico, como ajuda financeira e material para as ex-colônias francesas na África.

Só para refrescar a memória dos deputados os países que foram ex-colônias francesas alguns ainda lutam contra a imensa pobreza e inúmeros conflitos civis :

Marrocos
Tunísia
Guiné
Camarões
Togo
Senegal
Madagáscar
Benin
Níger
Burkina Faso
Costa do Marfim
Chade
Congo
Gabão
Mali
Mauritânia
Argélia
Ilhas Comores
Djibouti

Será que uma medida que obrigasse todos os países europeus a destinar pelo menos 1% do seu orçamento à construção de hospitais, centros comerciais, escolas em todas as suas ex-colônias seria aprovada ?

Marcello Lopes

Uma ótima notícia

O Ministério da Educação cancelou a bolsa de 143 bolsistas do ProUni que não se enquadravam nos critérios socioeconômicos do programa.

Desses, 30 possuíam carros de luxo, 10 tinham rendimentos superiores a R$ 100 mil por ano e 103 estavam matriculados em alguma universidade federal. Para entrar no programa, os estudantes precisam ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 1.395).

Mas ainda falta investigar muitos ainda, e depois da auditoria do Tribunal de Contas da União, espero que mais riquinhos sejam expulsos do programa.

Bom, agora só falta transformar a USP em Universidade para quem realmente não pode pagar e mudar a forma como é feito o vestibular, beneficiando o aluno que sempre tirou boas notas e não o que pode pagar o melhor cursinho.

Marcello Lopes

HOLANDA & NOVIDADES....



Nas próximas semanas estarei escrevendo sobre arte holandesa, o contexto histórico, artistas e suas influências.

Estou traduzindo alguns textos e estudando um pouco sobre teoria da arte para não fazer feio aqui no blog.

Outra novidade é que eu vou me aprofundar em um assunto que eu amo e preciso aprender muito ainda, que é JAZZ !!!!

Vou escrever à respeito dos artistas e seus álbuns (apenas aqueles que eu tenho em casa), e indicando alguns álbuns para quem não conhece muito.

Não pretendo fazer concorrência ao blog do Jazzman ! do qual sou fã e fiel seguidor, apenas vou escrever sobre os artistas que eu gosto, por isso muitos instrumentistas vão ficar de fora porque eu não conheço ou porque eu não curto seu trabalho.

Espero que vocês gostem.

Filme. . .



De vez em quando parece que Hollywood produz roteiros e filmes com qualidade e conteúdo.

O épico Agora, o novo filme do cineasta chileno Alejandro Amenábar, que despontou com Os Outros mostra a vida da matemática, filósofa e cientista Hypatia (Rachel Weisz) da cidade de Alexandria no Egito.

Hypatia era a filha de Theon, que foi considerado um dos homens mais cultos de Alexandria e criada em um ambiente de instrução de alto nível, desenvolvendo em sua filha um entusiasmo para a matemática e as ciências (astronomia e astrologia).

Hypatia sob a disciplina do seu pai desenvolveu para ela uma rotina física para assegurar para um corpo saudável para uma mente altamente funcional.

Em sua educação, Theon instruiu Hypatia em diferentes religiões do mundo e ensinou-lhe como influenciar pessoas com o poder das palavras. Ensinou-lhe os fundamentos do ensino, de modo que Hypatia se transformasse uma oradora eficaz .

Os estudos de Hypatia incluíram a astronomia, a astrologia, e a matemática.

Hypatia ficou mais conhecida pelo trabalho que fez na matemática do que na astronomia, primeiramente em seu trabalho nas idéias das seções cônicas introduzidas por Apollonius.

Editou o trabalho no Conics de Apollonius , que dividiu cones nas peças diferentes por um plano. Este conceito desenvolveu as idéias dos hipérboles, das parábolas, e das elipses. O trabalho de Hypatia neste livro importante, fez os conceitos ficarem mais fáceis de se compreender, assim fazendo o trabalho sobreviver muitos séculos.

Hypatia foi a primeira mulher há ter um impacto tão profundo na sobrevivência do pensamento adiantado na matemática.

A vida de Hypatia terminou tragicamente, foi atacada por uma multidão, apedrejada e morta graças à boatos de alguns de seus desafetos.

Muito tempo depois Descartes, Newton, e Leibniz expandiram seu trabalho.

Se Hollywood não alterar nada drasticamente, esse pode ser um ótimo filme.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

UFA.....

SPORT ....CAZÁ CAZÁ CAZÁ . . . .CHUPA ..CHUPA ...CHUPA QUE É DE UVA !!!!!!!!!!!!!!!!





AQUI É PALMEIRAS !!!!!!!!!!!!!!


Marcello Lopes

São Marcos

Marcos começou a ganhar o apelido "São" principalmente pelas brilhantes atuações contra o Corinthians na Libertadores (em 1999 e 2000). O arqueiro mostrou bom humor ao lembrar dos confrontos contra o rival. "Já estava na hora de fazer um grande jogo de novo.

O goleiro Marcos provou mais uma vez que merece todo o tipo de reverência dos palmeirenses !!!

Mas agora vamos deixar de lado a empolgação e rezar muito pra que esse time embale e goleie o Nacional do Uruguai aqui em São Paulo, mesmo porque nem esse santo faz milagre duas vezes seguidas.

Outra coisa que eu lembrei, disseram que o goleiro do Grêmio é hoje o melhor do Brasil, então São Paulo faz parte de qual país ???????

Temos no mínimo 3 grandes goleiros e 1 sensacional jogando :

1) MARCOS - PALMEIRAS -> SENSACIONAL !!!!!!!!!

2) Felipe - C. ...

3) Rogério Ceni - Sp

4) Fábio Costa - S...

Preciso dizer mais alguma coisa ??

Agora falando do jogo, o time tomou um sufoco absurdo do time do Sport, e quando estava com a posse de bola errou passes de 3 metros, e o erro bisonho do zagueiro Marcão foi o que deu início a jogada do gol.

Aliás, esse cara é muito ruim, parece uma vaca brava, sozinho ele chuta do outro lado do campo !! Palmeiras precisa e merece jogadores bem melhores.

Agora é se preparar para mais um sofrimento e ter fé de que Keirrison & Cia possam jogar melhor aqui no Parque.

Marcello Lopes

domingo, 10 de maio de 2009

FALECIMENTO

Meu pai faleceu hoje de madrugada, terminando 3 anos de sofrimento causado pelo câncer, foi valente como sempre foi em sua vida.


Pouco mais de meia-noite, sua respiração foi ficando cada vez mais esparsa, até que meia-noite e trinta minutos o processo de desencarne estava concluído.


Somos espíritas e não nos desesperamos, somos unidos e não deixamos de sentir falta dele, somos humanos e choramos pela dor, pela separação mesmo que breve, pela saudade que vai deixar em cada um de nós da sua maneira.


Não virou santo, não esquecemos seus defeitos e nem seus erros, mas tampouco deixamos de ressaltar suas virtudes e habilidades.


Tive a bênção de me acertar com meu pai antes do falecimento, por causa da queda no domingo passado ficamos mais juntos do que em 35 anos de relação pai e filho, e tive a oportunidade de cuidar dele no hospital e em casa.


Tive a sorte de ter o coração varrido pela compaixão e caridade, que tenho certeza que irá me iluminar pelo resto da minha encarnação.


Nesse momento de perda irreparável, deixamos nossas diferenças de lado, nossos pudores e preconceitos e nos revestimos de humildade, iluminando o caminho com a paz na consciência de que fizemos o melhor.


O sentimento é de alívio, por causa do fim da dor, por saber que ele estava rodeado por espíritos protetores, inclusive meu avô Mathias ( pai dele).


Jesus nos abençoa sempre, mesmo em momentos de mais profunda tristeza, confiamos Nele sempre !!!


Marcello Lopes

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Palestra, sufoco e vitória. . .de novo !!!



Bom, parece que vai ser sofrimento até o fim.

O verdão dominou a partida e só não saiu com placar maior porque, outra vez, as traves, aos 5' do primeiro tempo com Keirrison, e 45' do segundo, através de Diego Souza, impediram os gols.

Keirrison precisa de um banho de sal grosso e os atacantes do Palmeiras precisam acertar pelo menos a direção do gol nos chutes dados.

O gol, que deu a vantagem ao Verdão de jogar pelo empate no jogo de volta em Recife, foi feito por Ortigoza com leve desvio de cabeça na bola, após Cleiton Xavier cobrar falta da meia direita, aos 30' da etapa final.

Mais de 23.000 torcedores estiveram no Palestra dando apoio ao Verdão.

Mas eu acho que ainda vai piorar muito antes de melhorar, só de ver o ataque do Grêmio me dá calafrios. . .

Marcello Lopes

O Poder do Amor


Acredita no amor e vive-o plenamente.


Qualquer expressão de afetividade propicia renovação de entusiasmo, de qualidade de vida, de metas felizes em relação ao futuro.


O amor não é somente um meio, porém o fim essencial da vida.Emanado pelo sentimento que se aprimora, o amor expressa-se, a princípio, asselvajado, instintivo, na área da sensação, e depura-se lentamente, agigantando-se no campo da emoção.


Quando fruído, estimula o organismo e oferece-lhe reações imunológicas, que proporcionam resistência às células para enfrentar os invasores perniciosos, que são com batidos pelos glóbulos brancos vigilantes.


A força do amor levanta as energias alquebradas, e torna-se essencial para a preservação da vida.


Quando diminui, cedendo lugar aos mecanismos de reação pelo ciúme, pelo ressentimento, pelo ódio, favorece a degeneração da energia vital, preservadora do equilíbrio fisiopsíquico, ensejando a instalação de enfermidades variadas, que trabalham pela consumpção dos equipamentos orgânicos...


Situação alguma, por mais constrangedora, ou desafio, por maior que se apresente, nas suas expressões agressivas, merecem que te niveles à violência, abandonando o recurso valioso do amor.


Competir com os não-amáveis é tornar-se pior do que eles, que lamentavelmente ainda não despertaram para a realidade superior da vida.


Amá-los é a alternativa única à tua disposição, que deves utilizar, de forma a não te impregnares das energias deletérias que eles exalam.


Envolvê-los em ondas de afetividade é ato de sabedoria e recurso terapêutico valioso, que lhes modificará a conduta, senão de imediato, com certeza oportunamente.


O amor solucionará todos os teus problemas. Não impedirá, porém, que os tenhas, que sejas agredido, que experimentes incompreensão, mas te facultará permanecer em paz contigo mesmo.


É possível que não lhe vejas a florescência, naquele a quem o ofertas, no entanto, a sociedade do amanhã vê-lo-á enfrutecer e beneficiar as criaturas que virão depois de ti. E isto, sim, é o que importa.


Quando tudo pareça conspirar contra os teus sentimentos de amor, e a desordem aumentar, o crime triunfar, a loucura aturdir as pessoas em volta, ainda aí não duvides do seu poder.


Ama com mais vigor e tranqüilidade, porque esta é a tua missão na Terra - mar sempre.


Crucificado, sob superlativa humilhação, Jesus prosseguiu amando e em paz, iniciando uma Era Nova para a Humanidade, que agora lhe tributa razão e amor.


Franco, Divaldo Pereira.

Da obra: Momentos Enriquecedores.

Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.

Salvador, BA: LEAL, 1994.

"Mas na hora de provação volta atrás". - (Lucas 8:13).



Essa frase nos últimos dias tem ressoado com um trovão dentro de mim.


Mas na hora de provação volta atrás, significa que na hora que a merda bate no ventilador todos os seus preconceitos e desejos mesquinhos desaparecem ou são devastados.


No último domingo aconteceu um terrível acidente que acabou me mostrando que Deus escreve certo por linhas totalmente tortas.


Encontrar meu pai caído na cozinha em meio a uma poça de sangue é uma das imagens mais terríveis que presenciei na vida, e até agora quando fecho os olhos eu o vejo deitado lá, indefeso e sangrando.


Por muitos anos não tive prazer em sua presença, não compartilhava nenhum sonho e nem muito menos algum sentimento de compaixão.


Mas na hora da provação tudo volta atrás, e quando eu o vi ali, nenhum sentimento de desprezo ou de indiferença foi páreo para as lágrimas e o sentimento de pena e compaixão que se assomou em todo o meu corpo.


Meu grande amigo Pinácio me disse uma vez que seu maior alívio foi ter o pai morrendo em seus braços, e naquele momento na cozinha eu só pensava em uma coisa :


- É a minha vez.


Espero fazer por merecer essa oportunidade de zerar as diferenças ou pelo menos minimizar os estragos causados pelo tempo.

domingo, 3 de maio de 2009

Computador dá receita para titular best-seller

Um grupo de matemáticos, partindo do princípio de que o segredo do sucesso de um best-seller está no seu título, alimentou um computador com os nomes de livros que estiveram no primeiro lugar na lista de títulos de ficção do jornal americano The New York Times durante 54 anos, e os 100 melhores livros na preferência dos ingleses, de acordo com pesquisa feita pela BBC.

Depois, compararam com os nomes de livros menos vendidos dos mesmos autores.Conclusões: os que se deram melhor foram títulos mais metafóricos que literais; entre os mais vendidos, a primeira palavra era freqüentemente pronome, verbo ou adjetivo; as formas gramaticais mais usadas eram a combinação de um possessivo com um substantivo, de adjetivo com substantivo, ou traziam a forma: "The... Computador dá receita para titular best-seller of..." [O... de...]


Segundo os pesquisadores, o melhor título é Sleeping Murder [Um crime adormecido], de Agatha Christie, com 83% de chances de virar um sucesso, e o pior, Cause of death [Causa mortis], de Patricia Cornwell, com apenas 9%O mentor da pesquisa, ex-acadêmico da Middlesex University, Atai Winkler, declarou que "quando testamos nosso modelo em 700 títulos publicados em mais de 50 anos, ele acertou a resposta sobre se o livro seria um best-seller ou não em 70% dos casos".

Para Winkler, pela natureza dos dados e pelo fato de os gostos mudarem muito, 70% de acerto é um índice surpreendentemente bom.

Mas o resultado mais espantoso da pesquisa foi descobrir que, seguindo o modelo criado pela equipe de Winkler, Código da Vinci é um título fadado ao fracasso."Nunca ninguém lerá mais do que uma minúscula fração das coisas que gostaria de saber.

Mas somente lê-las não lhes adianta nada: só se aprende se, de alguma forma, o material está integrado ao seu próprio processo criativo, senão ele só passa pela sua mente e desaparece."

Noam Chomsky

Editores Insensíveis


A história das obras-primas recusadas é tão vasta quanto a da própria literatura.


De James Joyce a Ernest Hemingway, de Gabriel García Marquez a Italo Calvino, grandes escritores tiveram obras rejeitadas. Talvez o caso mais curioso tenha sido o de Marcel Proust com o seu Em busca do tempo perdido.


Na época, Proust foi recusado por várias casas editoriais, apesar de se mostrar disposto a pagar pela publicação. Conta-se que alguns pacotes não foram sequer abertos pelos editores.


Em Londres, o jornal The Sunday Times resolveu no começo deste ano fazer um teste para saber como editoras e agentes literários recebem inéditos de autores estreantes.


Em vez de nova ficção, porém, foram enviados os capítulos iniciais de dois livros que venceram o Booker Prize, maior premiação do gênero na Inglaterra, nos anos 70 - Holiday, de Stanley Middleton, e In a free state, de V.S. Naipaul, este último vencedor de um Nobel (2001).


Das 21 respostas, apenas uma foi favorável. "As pessoas não parecem saber o que é hoje um bom romance", disse Middleton.


O outro "recusado", Naipaul, tentou contemporizar: "Para saber se algo está bem escrito é preciso muito talento. Com tantos meios de entretenimento hoje, há poucas pessoas no mundo que compreende o que é um bom parágrafo".

sexta-feira, 1 de maio de 2009

JJ Abrams e Star Trek

Eu sou da fase do cinema onde as séries de filmes como Star Trek e Star Wars eram venerados pelas histórias e pelas idéias inspiradoras que produziram nos cientistas da época.

O que esperar do novo filme ?

O elenco apesar de jovem é consistente, o Spock é nada mais, nada menos que Zachary "Sylar" Quinto, Zoe Saldana, Karl Urban, John Cho e Chris Pine, e JJ Abrams ficou conhecido por séries como Alias, Lost, Felicity e The Fringe, filmes como Missão Impossível 3, Cloverfield.

Todos eles sofrem a enorme pressão dos trekkies de substituir à altura as lendárias atuações de Leonard Nimoy, William Shatner que transformaram seus personagens em ícones, tanto que viveram deles por muitos anos.

Há a participação de Eric Bana como vilão, Winona Ryder e o próprio Leonard Nimoy.


O mais importante é que o espírito da série permanece nesse novo episódio com várias referências, não acredito que será um fracasso tanto de bilheteria como de crítica, e J.J Abrams queria contar a história de uma maneira que nunca foi sugestionada nos outros filmes da franquia, e realizando um história sem nada atrelado ao passado da série.

Marcello Lopes

Haja Coração !!!!

Terça-feira agora tem mais sofrimento. Haja coração !!

Sou um pessimista mesmo em relação ao time do Palmeiras, não acho que esse time vença a Libertadores sem suar sangue, coisa que nem sempre faz.

Keirrison e Cleiton Xavier precisam aparecer mais no jogo, e a zaga ainda me dá calafrios.

Espero que contra o Sport seja como o primeiro tempo do jogo contra o Colo Colo, com raça marcando e mordendo para que os adversários acabem errando.

A única coisa que eu lamento é o aumento de preço nas entradas, 22 % de reajuste nos lugares descobertos e 33 % no setor Visa.

Mas quem sabe eu vá mesmo assim, como meu amigo e grande jornalista Erick disse :

- Estou devendo pro meu time.

Vamos esperar e quem sabe volto a falar de futebol com uma outra boa notícia.

Aqui é PALMEIRAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!


Marcello Lopes

TV paga corta jogo do Palmeiras e irrita torcida

Os torcedores do Palmeiras se irritaram com o corte da transmissão de uma partida crucial para o time exibida pela TV paga.

No jogo entre Colo Colo x Palmeiras, disputada no Chile, o sinal da SporTV, em vez de mostrar os minutos finais da partida, deu lugar a comerciais e não se falou mais no jogo.

A disputa era decisiva para os palmeirenses. O time conseguiu marcar um gol aos 42 minutos do segundo tempo, o que fez com que o clube passasse para a próxima fase da Libertadores. Mas aos 45 minutos, quando o Colo Colo cobrava escanteio, o canal interrompeu a transmissão do jogo.

A torcida do clube paulistano ficou revoltada e, em críticas na internet, levantou a teoria conspiratória de que o apagão teria sido uma forma de obrigar a audiência para a Globo.

O corte não foi geral, uma vez que assinantes de fora de São Paulo e da Sky conseguiram assistir ao jogo.

Na tarde de ontem, o SporTV declarou que o problema foi com "o sinal da operadora". Já a Net declarou que o problema não era dela, mas que ia investigar o caso.

E sabe o que vai acontecer ???? NADA !!!!!

Pagamos uma fortuna para as Tv´s pagas (net e tva) e o serviço é horrível, atendimento insuportável, e filmes dublados !!!!!

Quem quer ver filme dublado assiste tv aberta, eu pago todo mês uma grana para assistir séries e filmes consagrados em original e não com sotaque carioca ou paulista.

Mas como aqui é o Brasil e no mercado só tem 2 empresas e uma delas é da Globo, então imagine como o futuro é negro.

Folha de Sp e Marcello Lopes

Saudades



15 anos sem você.

Para a eternidade é uma gota no oceano, mas para nós é uma vida.

Saudades do seu caráter, das suas vitórias.

Listas. .. .


Todo mundo em algum momento da sua vida já fez lista, de compras, de gastos, shows que assistiu, enfim todo tipo de lista já foi feito e publicado em diversos meios de comunicação.


O exemplo mais conhecido é o do personagem de John Cusack no filme Alta Fidelidade que

que é um homem de 30 anos que se recusa a se envolver em relacionamentos sérios, tem uma loja de discos e é viciado em dizer coisas através listas de TOP5.


Há também o livro 31 canções, uma lista das músicas preferidas do Nick Hornby e e os motivos delas terem algum papel na vida dele


Enfim como não posso deixar de seguir a tradição deixo abaixo minhas listas de alguns assuntos do meu interesse, se quiserem responder com as suas próprias listas depois publicar aqui.


Top 5 Melhor Show :


1) Jethro Tull

2) Robert Plant e Jimmy Page

3) Jacques Loussier Trio

4) Seal

5) Bon Jovi


Top 5 Melhor Banda de Rock :


1) Jethro Tull

2) Led Zeppelin

3) Whitesnake

4) Queen

5) U2


Top 5 Momentos emocionantes :


1) Casamento da minha irmã

2) Descoberta que meu avô jogou no Palmeiras

3) Palmeiras campeão Libertadores 1999

4) Nascimento de todos os meus sobrinhos ( 7 !!)

5) Casamento do Jeff e da Vanessa


Top 10 Músicas que marcaram algo :


1) Oceano - Djavan

2) My Funny Valentine - Michelle Pfeifer

3) Aqualung - Jethro Tull

4) Léo e Bia - Oswaldo Montenegro

5) Noites com Sol - Flávio Venturini

6) One Year of Love - Queen

7) Hotel Califórnia - Eagles

8) All Souls Night - Loreena McKennitt

9) You're Still You - Josh Groban

10) All of My Life - Phil Collins


Top 10 Filmes :


1) Star Wars I

2) Senhor dos Anéis

3) Advogado do Diabo

4) Alta Fidelidade

5) Patch Adams

6) Band of Brothers

7) Forrest Gump

8) Ronin

9) Último Samurai

10) Akira


Top 10 Livros :


1) Cavalo de Tróia I

2) Fim da Inocência

3) Dança da Morte - Stephen King

4) Paulo e Estevão

5) Menina que roubava livros

6) Vivendo, amando e aprendendo

7) Senhor dos Anéis

8) Elegância do Ouriço

9) Sua resposta vale um bilhão

10) Código Da Vinci


Bem, são algumas que eu lembro, mas poderia ficar a noite inteira fazendo intermináveis listas sobre todos os assuntos que me interessam, mas devo avisar que a escolha só foi feita porque tiveram um impacto muito forte na minha vida.


Divirta-se com a sua lista !!!!


Marcello Lopes