sexta-feira, 25 de setembro de 2009



Conhecido também por Júlio César de Mello e Souza, nascido em 1895 no Rio de Janeiro, filho de pais professores desde cedo mostrou aptidão para o mundo das letras e não para o mundo dos números.

Na época, a metodologia de ensino de matemática transformava as aulas em um eterno suplício, com exposições maçantes e professores sem nenhuma inovação.

Mas Júlio transformou o ensino matemático, trazendo materiais concretos para transmitir seus conhecimentos sobre álgebra e aritmética, tanto que até hoje sua didática, lúdica e criativa, é respeitada pelo meio acadêmico.




Ao longo de sua vida, Malba Tahan ou Júlio César, escreveu 69 livros de contos e 51 livros de matemática, o livro O Homem que calculava é o mais famoso e mais vendido deles, com 2 milhões de exemplares vendidos e traduzido para diversas línguas, o livro narra as aventuras do matemático persa Beremiz Samir e apresenta de forma romanceada quebra-cabeças, problemas matemáticos e curiosidades do mundo matemático.

O autor morreu em Recife em 1974.

Nenhum comentário: