sábado, 4 de julho de 2009

E no país do futebol....

Há 50 anos, a brasileira Maria Esther Bueno se tornava um dos grandes nomes do esporte mundial. Em 4 de julho de 1959, a tenista venceu a norte-americana Darlene Hard por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, e conquistou pela primeira vez na carreira o charmoso torneio de Wimbledon, na Inglaterra.



Com apenas 21 anos, ela encerrou uma hegemonia dos Estados Unidos que já durava 21 anos no Grand Slam (entre 1938 e 1958 apenas norte-americanas conquistaram a competição).



Até hoje, é a única sul-americana a triunfar em Wimbledon - voltaria a levantar a taça na grama inglesa em 1960 e 1964.



Na ocasião, 'Estherzinha', como era conhecida na época, foi recebida no Rio de Janeiro (capital do Brasil em 1959) pelo então presidente Juscelino Kubitschek.



Com 20 Grand Slams no currículo (sete em simples e 13 nas duplas), Maria Esther Bueno é até hoje o nome mais importante do tênis feminino do Brasil.



Ela também faturou quatro vezes o Aberto dos Estados Unidos.



A brasileira foi declarada campeã mundial nos anos de 1959, 1960, 1964 e 1966.



Após uma série de lesões, teve que encerrar a carreira em 1974, aos 35 anos.





-> Ninguém lembra disso !!!


Se Maria Esther tivesse nascido em outro país como por exemplo EUA, Inglaterra que valoriza seus heróis e ídolos, certamente eles já teriam erguido um monumento para ela, como aqui só se valoriza POLITÍCOS CORRUPTOS, PUTA E JOGADOR DE FUTEBOL...


só nos resta lembrar e PARABENIZAR ESTA GRANDE ESPORTISTA BRASILEIRA ESQUECIDA NO TEMPO !!!!


Marcello Lopes

Nenhum comentário: