terça-feira, 23 de junho de 2009

Netanyahu saúda protestos e critica violência no Irã

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, elogiou na terça-feira os iranianos que protestam nas ruas contra o resultado das eleições presidenciais e disse que o comportamento "agressivo e violento" do governo do Irã tornou o país a maior ameaça à paz mundial.

Eu acho que nós temos que reconhecer que a maior ameaça é o tipo de comportamento agressivo e violento que nós vemos vindo do Irã", disse Netanyahu em uma coletiva de imprensa em Roma. "

O Irã não somente está apoiando seus representantes terroristas que se opõem à paz -- Hezbollah e Hamas --, como também está reprimindo seu próprio povo", disse.

"Eu acredito que a coragem demonstrada pelo povo do Irã de enfrentar as balas nas ruas em nome da liberdade é algo que merece uma saudação dos homens e mulheres livre de toda parte", disse o primeiro-ministro israelense.

Manifestantes se reúnem quase diariamente em Teerã desde que as autoridades afirmaram que o atual presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad, havia derrotado facilmente seu principal opositor na eleição, Mirhossein Mousavi.

Mousavi diz que a votação foi fraudada, acusação negada pelas autoridades.

A TV estatal iraniana informou que 10 pessoas foram mortas em confrontos no sábado e a Guarda Revolucionária prometeu na segunda-feira enfrentar a resistência dos "agitadores".

-> Meu Deus !!! Olha quem fala....

Realmente esse judeu não tem vergonha na cara mesmo, o comportamento violento e repressivo do Irã não pode ser julgado pelo seu país que bombardeou um hospital cheio de crianças e velhos, que rouba terreno dos palestinos a cada mês, que por ser aliado dos americanos escapa ileso de qualquer punição da ONU pelos massacres ocorridos no passado, na tentativa FRACASSADA de invadir o Líbano onde matou centenas e destruiu um país inteiro.

Outra coisa, porque você não saúda os palestinos(as) que enfrentam seu exército todos os dias com pedras e paus, enquanto vocês ( covardes !!) os enfrentam de tanque ????

O que esse judeu quer, é apenas uma desculpa pra um possível ataque ao Irã.

Nenhum comentário: