quinta-feira, 14 de maio de 2009

Uma ótima notícia

O Ministério da Educação cancelou a bolsa de 143 bolsistas do ProUni que não se enquadravam nos critérios socioeconômicos do programa.

Desses, 30 possuíam carros de luxo, 10 tinham rendimentos superiores a R$ 100 mil por ano e 103 estavam matriculados em alguma universidade federal. Para entrar no programa, os estudantes precisam ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 1.395).

Mas ainda falta investigar muitos ainda, e depois da auditoria do Tribunal de Contas da União, espero que mais riquinhos sejam expulsos do programa.

Bom, agora só falta transformar a USP em Universidade para quem realmente não pode pagar e mudar a forma como é feito o vestibular, beneficiando o aluno que sempre tirou boas notas e não o que pode pagar o melhor cursinho.

Marcello Lopes

Nenhum comentário: